6ª escola reformada por presos será inaugurada nesta quarta-feira

Categoria: Geral | Publicado: quarta-feira, setembro 14, 2016 as 06:37 | Voltar

Campo Grande (MS) - Será inaugurada nesta quarta-feira (14), às 8 horas, a 6ª escola estadual reformada pelo projeto “Pintando e Revitalizando a Educação com Liberdade”, que usa a mão de obra e o dinheiro dos presos para revitalizar escolas estaduais de Campo Grande. A instituição de ensino beneficiada desta vez foi a E.E. José Ferreira Barbosa, localizada na Rua Comandante Elias Ferreira, 55, no bairro Vila Bordon.

O projeto é desenvolvido por meio de parceria entre a Agência Estadual de Administração do Sistema Penitenciário, 2ª Vara de Execução Penal de Campo Grande e Secretaria de Estado de Educação.

Os presos do regime semiaberto destacados para trabalhar na reforma fazem jus a um salário que é pago pelo Estado. Desta maneira, uma reforma como a executada nesta instituição de ensino cai de algo em torno de R$ 400.000,00 para R$ 19.800,00, quantia referente à remuneração dos detentos, gerando uma economia aos cofres públicos que gira em torno de 95%.

A obra, que durou cerca de um mês e meio, contemplou pintura geral, acessibilidade aos alunos cadeirantes, refeitório coberto, readequação de salas, como a dos professores, hidráulica, elétrica, enfim, tudo foi revitalizado, com destaque para a construção, a partir do chão batido, de uma quadra de esportes, o grande desejo dos alunos.

A instituição atende mais de 500 crianças e adolescentes, do ensino fundamental ao médio, em uma região cercada por duas comunidades indígenas. A escola oferece atividades extracurriculares, como a preservação da língua indígena, um projeto em que uma professora da própria instituição oferece aulas da língua nativa aos alunos que pertencem a estas comunidades. Há também apoio aos alunos com necessidades especiais, com professores exclusivos para esta finalidade, além de atividades complementares e reforço escolar no turno inverso ao de estudo.

O projeto “Pintando e Revitalizando a Educação com Liberdade” foi idealizado pelo juiz da 2ª Vara de Execução Penal de Campo Grande, Albino Coimbra Neto. Pelo programa, os materiais de construção e tudo o que é necessário para a reforma são comprados com um fundo arrecadado pelo desconto de 10% do salário de cada preso da Capital que trabalha em convênios firmados com o poder público ou iniciativa privada.

Com mais esta reforma, a economia para o Governo do Estado já ultrapassa os R$ 2 milhões. Em três anos de projeto, outras cinco escolas estaduais foram totalmente revitalizadas pelos presos, as quais, somadas a esta reforma, estão beneficiando mais de 4,7 mil alunos da rede pública de ensino, isso sem mencionar professores e funcionários, todos os quais podem agora estudar e trabalhar com mais dignidade.

Com informações e fotos do TJ/MS.

 

Publicado por: Keila Terezinha Rodrigues Oliveira

Utilizamos cookies para permitir uma melhor experiência em nosso website e para nos ajudar a compreender quais informações são mais úteis e relevantes para você. Por isso é importante que você concorde com a política de uso de cookies deste site.