Agentes interceptam “tijolo de maconha” e celulares arremessados pelas muralhas de presídios em Três Lagoas e Corumbá

Categoria: Segurança Pública | Publicado: sexta-feira, novembro 18, 2016 as 17:32 | Voltar

Campo Grande (MS) – Agentes penitenciários realizaram dois flagrantes, nesta sexta-feira (18), de entorpecentes e celulares arremessados através das muralhas de presídios no interior do Estado, graças às inspeções realizadas rotineiramente no entorno das unidades prisionais, com o objetivo de coibir o acesso dos detentos a materiais proibidos, como drogas e celulares.

O primeiro flagrante ocorreu na Penitenciária de Segurança Média de Três Lagoas. Próximo ao muro, na parte interna, os agentes encontraram um “tijolo” de maconha, pesando 445 gramas, e dois pacotes de fermento biológico, que é proibido em presídios, pois é utilizado pelos custodiados para produção de bebida alcoólica artesanal.

apreensao-ptl-18-11-2016

No início da tarde, servidoras do Estabelecimento penal Feminino “Carlos Alberto Jonas Giordano”, em Corumbá, também localizaram materiais arremessados pelo muro da unidade prisional. Em um pacote, na linha de tiro, estavam três celulares.

celulares-apreendidos-na-linha-de-tiro-data-18-11-2016

Para o diretor-presidente da Agência Estadual de Administração do Sistema Penitenciário (Agepen), Ailton Stropa Garcia, o trabalho rotineiro de verificação dos entornos dos pavilhões tem sido muito importante para dificultar o acesso de detentos a equipamentos e substâncias proibidas, já que existe uma prática recorrente de arremesso desses itens pelas muralhas.

Publicado por: Keila Terezinha Rodrigues Oliveira

Utilizamos cookies para permitir uma melhor experiência em nosso website e para nos ajudar a compreender quais informações são mais úteis e relevantes para você. Por isso é importante que você concorde com a política de uso de cookies deste site.