Agentes penitenciários apreendem ilícitos no interior do Estado

Categoria: Geral | Publicado: sexta-feira, janeiro 22, 2016 as 16:06 | Voltar

Campo Grande (MS) – A Agência Estadual de Administração do Sistema Penitenciário (Agepen) realizou, ao longo dessa semana, apreensões de materiais proibidos nos presídios do interior do Estado.

Em operação pente-fino realizada na segunda-feira (18), nas dependências do Estabelecimento Penal Masculino de Regimes Semiaberto e Aberto de Dourados, agentes penitenciários apreenderam 21 celulares, dez carregadores e seis fones de ouvido, além de drogas, sendo 18 gramas de pasta base, 19 gramas de cocaína e 498 gramas de maconha.

Conforme o diretor da Unidade, Rogélio Vasques Vieira, os ilícitos estavam escondidos embaixo das telhas, não sendo possível identificar o responsável pelo material. O interno Edson Reis dos Santos foi flagrado tentando dispensar uma porção de droga, sendo encaminhado para cela disciplinar.

Apreensão Paranaiba

Na ultima terça-feira (19), a Equipe plantonista da Penitenciária de Paranaíba-MS, aprendeu, de posse do interno Tiago Aparecido de Freitas Santos, um aparelho celular e um “chucho” (pedaço de ferro pontiagudo). O interno Celso Messias da Silva assumiu a propriedade do “chip” que estava acoplado ao aparelho celular e, consequentemente, junto com o interno Tiago, foram alojados em cela disciplinar.

Apreensão Dois Irmãos do Buriti

Na Penitenciária de Dois Irmãos do Buriti, os servidores da Unidade flagraram nessa quinta-feira (21), aproximadamente 740 gramas de maconha. O entorpecente estava no pátio, possivelmente arremessada por cima da muralha.

Apreensão Rio Brilhante

Durante vistoria de rotina nessa quinta-feira (21), no Estabelecimento Penal de Rio Brilhante, os agentes penitenciários apreenderam três celulares e carregadores adaptados. O material proibido estava dentro da cela. Três internos assumiram a propriedade, sendo isolados em cela disciplinar. Será aberto procedimento disciplinar para apurar os fatos.

O diretor-presidente da autarquia destaca o sucesso que os servidores têm obtido em retirar os materiais proibidos dos internos, demonstrando o empenho e a qualidade em manter a segurança em pról da sociedade. “Essa é nossa luta constante, sempre com o objetivo de recolhermos objetos arremessados pelos muros, retirar dos internos e apreender com os visitantes”.

Todas as apreensões são orientadas pela Diretoria de Operações da Agência Estadual de Administração do Sistema Penitenciário (Agepen), através do diretor Reginaldo Francisco Régis.

 

 

Publicado por: imprensaagepen

Utilizamos cookies para permitir uma melhor experiência em nosso website e para nos ajudar a compreender quais informações são mais úteis e relevantes para você. Por isso é importante que você concorde com a política de uso de cookies deste site.