Agentes penitenciários e detentas realizam ações de combate ao Aedes Aegypti junto à população de São Gabriel

Categoria: Dia de Mobilização Nacional | Publicado: sexta-feira, dezembro 2, 2016 as 12:57 | Voltar

São Gabriel do Oeste (MS) – Esta sexta-feira, 2 de dezembro, é o Dia Nacional de Combate ao Aedes aegypti, transmissor da dengue, do vírus Zika e da chikungunya. A campanha tem por objetivo conscientizar e mobilizar a população sobre a importância do engajamento de todos na luta contra o mosquito.

Aderindo à mobilização, servidores penitenciários do Estabelecimento Penal Feminino de São Gabriel do Oeste e detentas em regime semiaberto estiveram em residências, terrenos baldios e ruas recolhendo materiais que apresentavam possibilidade de proliferação do mosquito.

dsc01528

 A iniciativa faz parte de uma parceria entre a Agência Estadual de Administração do Sistema Penitenciário (Agepen), por meio da direção do presídio, e a Secretaria Municipal de Saúde de São Gabriel do Oeste.

Sob orientação de técnicos da Prefeitura, agentes e internas atuaram na inspeção do pátio do Departamento Estadual de Trânsito (Detran) da cidade, Delegacia de Polícia Civil, entre outros locais. Elas realizaram, ainda, a retirada de lixo e de possíveis focos do mosquito. Também foram realizadas limpezas de terrenos baldios, residências e distribuição de panfletos.

dsc01537

A mobilização nacional tem o objetivo de conscientizar e mobilizar a população sobre a importância do engajamento de todos na luta contra o mosquito Aedes aegypti e inclui visitas a residências, escolas, órgãos públicos e canteiros de obras.

Segundo o diretor do presídio, Albino Gonçalves Lima Júnior, além da ação externa, a preocupação em eliminar focos do mosquito já vem sendo trabalhada junto às custodiadas, tanto do semiaberto, quanto do regime fechado, através de conscientização e monitoramento constante no presídio.

Para o diretor-presidente da Agepen, Ailton Stropa Garcia, essa ação é muito produtiva tanto em benefício da população em geral como para as internas e servidoras, que contribuem para o combate à doença e dão exemplo a toda a sociedade.

Números

Até 22 de outubro deste ano, o Brasil registrou 1.458.355 casos de dengue e 601 mortes em decorrência da doença. No mesmo período, foram notificados 251.051 casos prováveis de chikungunya e 138 óbitos e, em relação ao vírus Zika, foram notificados 208.867 casos prováveis de febre, com o registro de três mortes.

De acordo com os últimos boletins epidemiológicos divulgados pela Secretaria Estadual de Saúde, este ano em Mato Grosso do Sul foram registradas 58910 notificações de dengue e confirmados 341 casos de Zika (com outros 51 na fase de exames laboratoriais), e 22 de chikungunya (com 175 aguardando resultados).

 

Publicado por: Keila Terezinha Rodrigues Oliveira

Utilizamos cookies para permitir uma melhor experiência em nosso website e para nos ajudar a compreender quais informações são mais úteis e relevantes para você. Por isso é importante que você concorde com a política de uso de cookies deste site.