Agepen apura morte de preso na Máxima da Capital

Categoria: Geral | Publicado: sexta-feira, janeiro 13, 2017 as 17:49 | Voltar

Campo Grande (MS) – A Agência Estadual de Administração do Sistema Penitenciário (Agepen) está apurando as circunstâncias da morte do interno Júnior César Franco Prieto, 41 anos, ocorrida nesta sexta-feira (13), no Estabelecimento Penal Jair Ferreira de Carvalho - Máxima da capital.
O corpo foi localizado pelos agentes penitenciários, por volta das 16 horas, após o encerramento do banho de sol, no saguão superior do pavilhão 2, galeria A. O interno estava enforcado com cordas artesanais presas às grades.

Júnior César Franco Prieto estava preso na Máxima da Capital desde 1º de abril de 2015, já tendo diversas passagens anteriores pelo presídio e por outras unidades prisionais do Estado. Estava condenado a uma pena de 28 anos e cinco meses, pelos crimes de tráfico de entorpecentes, roubo majorado e uso de moeda falsa.

O local foi isolado e a perícia técnica da Coordenadoria Geral de Perícias foi chamada para os levantamentos necessários e coleta de provas. O caso será investigado pela Polícia Civil.

Publicado por: Keila Terezinha Rodrigues Oliveira

Utilizamos cookies para permitir uma melhor experiência em nosso website e para nos ajudar a compreender quais informações são mais úteis e relevantes para você. Por isso é importante que você concorde com a política de uso de cookies deste site.