Agepen e Prefeitura discutem custódia de detentos em Maracaju

Categoria: Geral | Publicado: quarta-feira, julho 15, 2015 as 12:30 | Voltar

Campo Grande (MS) - O diretor-presidente da Agência Estadual de Administração do Sistema Penitenciário (Agepen), Ailton Stropa Garcia recebeu nessa terça-feira (14), em seu gabinete, a visita do prefeito de Maracaju, Maurílio Ferreira Azambuja, para tratar da inclusão da cadeia pública do município sob a gerência da Agepen. O encontro também teve a participação do comandante da 2ª Companhia Independente da Polícia Militar, major Juracy Pereira.

Sob a administração da PM, a unidade está desativada desde junho do ano passado, após uma rebelião de internos que praticamente destruiu o prédio. Desde então, a agência penitenciária está custodiando em presídios da região os presos que estavam no local e os que estão sendo detidos em Maracaju.

Durante o encontro, Stropa destacou que tem conhecimento da decisão judicial que determina que a Agepen assuma administração do local quando da sua reativação, mas que, após análise da situação, se constatou que não é viável para a administração penitenciária reestruturar o local. “Devido à sua localização central, quantidade de vagas e nível de destruição, o custo-benefício para nós em reformarmos o local não compensa, sem falar na falta de servidores que temos atualmente, sendo mais positivo mantermos a custódia desses presos em outros locais como estamos fazendo”, esclareceu o diretor-presidente.

A intenção da Agepen, conforme o dirigente, é que, futuramente, seja cadastrado junto ao Departamento Penitenciário Nacional (Depen) um projeto de construção de um presídio em Maracaju, com uma estrutura adequada para as ações de segurança e ressocialização desenvolvidas pela administração do sistema penitenciário de Mato Grosso do Sul. “Para isso, esperam, os contar com a colaboração da Prefeitura para a doação de um terreno em uma área adequada”, solicitou ao prefeito Maurílio Azambuja, que se comprometeu a analisar o pedido.

Publicado por: Keila Terezinha Rodrigues Oliveira

Utilizamos cookies para permitir uma melhor experiência em nosso website e para nos ajudar a compreender quais informações são mais úteis e relevantes para você. Por isso é importante que você concorde com a política de uso de cookies deste site.