Agepen e Sesau discutem ampliação nas ações da Política Nacional de Atenção Integral à Saúde no Sistema Prisional

Categoria: Geral | Publicado: quarta-feira, novembro 4, 2015 as 14:54 | Voltar

Campo Grande (MS) – Representantes da Secretaria Municipal de Saúde de Campo Grande (Sesau) se reuniram nesta quarta-feira (4) com o diretor-presidente da Agência Estadual de Administração Penitenciária, Ailton Stropa Garcia, e com o diretor de Assistência Penitenciária, Gilson Martins, para discutirem avanços nas ações da Política Nacional de Atenção Integral à Saúde das Pessoas Privadas de Liberdade no Sistema Prisional (PNAISP) na Capital.

Durante o encontro, foram debatidos mecanismos para aprimorar o trabalho que já é realizado desde o ano passado no Estabelecimento Penal Feminino Irmã Irma Zorzi, primeira unidade prisional de Campo Grande atendida através da pactuação à PNAISP.

Outro assunto em pauta foi a ampliação das ações da política às demais unidades prisionais da Capital. Conforme cronograma estabelecido, a próxima a ser atendida será a Penitenciária de Segurança Máxima; o setor de saúde do presídio já está sendo reformado para atender às demandas exigidas na pactuação. A meta é que até o final do ano que vem todos os estabelecimentos penais do município já estejam contemplados.

Pela política nacional, a atenção à saúde da pessoa privada de liberdade deve ser realizada por equipes híbridas e multidisciplinares, ou seja: formada por profissionais do sistema penitenciário, secretarias Estadual e Municipal de Saúde, e de diferentes formações, como médicos, dentistas, enfermeiros, psicólogos, assistentes sociais, técnico de enfermagem, auxiliar de saúde bucal, terapeuta ocupacional, fisioterapeuta, psiquiatra etc.

Também participaram do encontro a coordenadora de Atenção Básica da Sesau, Sônia Rejane Lemos; a assessora da coordenadoria, Margarete Ricci, a gerente técnica de Saúde do Sistema Prisional, Emília Maria Garcia Barbosa, e os representantes da Setor de Tecnologia da Informação da Secretaria, Tiago Gonçalves e Cláudia Cacho.

 

Publicado por: Keila Terezinha Rodrigues Oliveira

Utilizamos cookies para permitir uma melhor experiência em nosso website e para nos ajudar a compreender quais informações são mais úteis e relevantes para você. Por isso é importante que você concorde com a política de uso de cookies deste site.