Agepen realiza orientação social durante ação religiosa com visitantes de detentos no Complexo Penitenciário da Capital

Categoria: Ação Social | Publicado: segunda-feira, junho 27, 2016 as 14:38 | Voltar

Campo Grande (MS) – A Diretoria de Assistência Penitenciária da Agência Estadual de Administração do Sistema Penitenciário (Agepen), por meio da sua Divisão de Promoção Social, promoveu orientação a familiares de internos durante a visita deste final de semana. O trabalho foi realizado em conjunto com o oferecimento de um café da manhã pela Igreja Universal do Reino de Deus, na manhã do último sábado (25).

A chefe da Divisão de Promoção Social da Agepen, Alessandra Siqueira, falou aos familiares sobre o trabalho da Divisão, colocando à disposição os serviços prestados, como orientações, intervenções etc. “Na oportunidade, também realizei algumas orientações sociais a respeito do auxílio reclusão, que gera muita dúvida entre eles, mas que muitas vezes não buscam a orientação para irem atrás da garantia desses direitos”, informou.

De acordo com o pastor Sebastião Cardoso Pimenta, responsável pelo grupo da Universal que presta assistência nos presídios do Estado, o oferecimento do café da manhã reforçado teve como objetivo proporcionar acolhimento aos visitantes. Segundo ele, “são mães, pais, esposas, filhos que às vezes vêm de outra cidade e passam a madrugada ao relento para ver seu ente querido e muitos não têm com quem contar”.

Para o diretor-presidente da Agepen, a atenção especial aos familiares é necessária e faz parte do processo de reinserção social do apenado. Conforme Stropa, a Agepen tem como política o tratamento humanizado dos visitantes, mediante a prestação da melhor atenção possível. “Estimular práticas como a que aconteceu neste sábado em Campo Grande, estendendo-as a todo o Estado, é fundamental”, afirmou.

O diretor-presidente da Agepen destacou, ainda, a participação da Igreja Universal do Reino de Deus na assistência em unidades prisionais de Mato Grosso do Sul, como o oferecimento do café da manhã aos familiares, bem como os demais serviços de assistência social e religiosa aos detentos, que têm sido de grande valia. “São exemplos de amor, fraternidade e honestidade, possibilitando que os internos construam, dentro de si, novos valores, que os conduzam a uma vida digna e honrada quando saírem do cárcere”, ressaltou.

Publicado por: Keila Terezinha Rodrigues Oliveira

Utilizamos cookies para permitir uma melhor experiência em nosso website e para nos ajudar a compreender quais informações são mais úteis e relevantes para você. Por isso é importante que você concorde com a política de uso de cookies deste site.