Alegria e esperança marcaram o VI Festival Gospel realizado com reeducandas de Corumbá

Categoria: Ressocialização | Publicado: terça-feira, novembro 6, 2018 as 13:08 | Voltar

Corumbá (MS) – O Estabelecimento Penal Feminino “Carlos Alberto Jonas Giordano” (EPFCAJG), em Corumbá, realizou o “VI Festival Gospel” no dia 26 de outubro. Com objetivo de proporcionar a reinserção social através da música evangélica, o evento também leva esperança e momentos de alegria às mulheres privadas de liberdade.

O festival foi promovido pela Agência Estadual de Administração do Sistema Penitenciário (Agepen), por meio da direção do presídio, e contou com diversos parceiros. Considerada uma forma de expressar a crença cristã, os louvores foram acompanhados pelas internas, em meio às grades, com muito entusiasmo.

A programação contou com apresentações musicais das alunas que estudam na unidade, do coral que é composto por nove internas, da agente penitenciária Jackeline Leite e das candidatas do festival. Além de apresentação especial em violão dos servidores Ulisses e Cecília, e grupos de dança e teatro promovidos pelas docentes Alessandra e Andressa com as reeducandas que estão inseridas na escola.

Além de mostrar os talentos e dons artísticos, as internas puderam refletir sobre suas escolhas. As candidatas vencedoras foram: em primeiro lugar, Lilian Trindade de Abreu – pelo segundo ano consecutivo, que fez dupla com Daynatan Iully da Silva Pereira; em segundo, a dupla Tatiane Souza de Oliveira e Carla Verônica Soliz Perez; e o terceiro lugar ficou com a interna Marry Stefany de Oliveira, com apresentação solo.

Ao todo, 14 reeducandas participaram do festival que contou com a parceria da Secretaria de Assistência Social de Corumbá, Igreja Universal do Reino de Deus; Secretaria de Educação de Ladário e demais colaboradores.

Para a diretora da unidade em substituição legal, Elizandra Assis da Silva, o objetivo o evento é proporcionar às reeducandas um momento de reflexão moral, ético, espiritual e de respeito ao próximo, já que a música gospel favorece o amor pelo semelhante por meio de sua autoexpressão.

“Percebemos que a cada ano, as apresentações durante o evento têm despertado o interesse ainda maior das participantes, demonstrando um grande talento através da música. Além disso, agrega à unidade prisional um ambiente mais harmonioso”, destacou Elizandra.

Texto: Tatyane Santinoni.

Publicado por:

Utilizamos cookies para permitir uma melhor experiência em nosso website e para nos ajudar a compreender quais informações são mais úteis e relevantes para você. Por isso é importante que você concorde com a política de uso de cookies deste site.