Aliando educação e espiritualidade, internos do Centro de Triagem participam de curso de “Formação e Aperfeiçoamento Cristão”

Categoria: Assistência Religiosa | Publicado: terça-feira, setembro 17, 2019 as 06:49 | Voltar

Campo Grande (MS) – Dentro das ações de atenção à assistência religiosa e educacional desenvolvidas pela Agência Estadual de Administração do Sistema Penitenciário (Agepen), reeducandos do Centro de Triagem “Anísio Lima”, concluíram este mês a primeira etapa do curso de “Formação e Aperfeiçoamento Cristão”, por meio do Centro de Treinamento Bíblico Rhema.

A intenção da capacitação é aliar educação e espiritualidade, e foi promovida por meio de parceria com a Igreja Evangélica Verbo da Vida. O curso não é focado na religiosidade e sim em aprofundar o estudo bíblico, oportunizando aos reclusos a aquisição de novas experiências e conceitos diferentes daqueles a que estavam habituados quando cometeram o crime.

Segundo o responsável pela implantação do projeto, pastor Agnaldo Andrade Lima, o grande diferencial é por ser uma Escola Bíblica Interdenominacional, um curso prático não sendo voltado para nenhuma denominação religiosa, mesmo porque é ensinada a palavra de Deus como meio de libertação, de forma que a pessoa possa aplicar na vida dela e para que possa ter realmente uma mudança de caráter. “Creio que vocês se sentirão livres de alma e espírito, apesar de estarem presos aqui. É uma nova história para transformação de vidas”, destacou o pastor, durante a solenidade de encerramento.

Ao todo, 17 reeducandos concluíram o curso preparatório para o Rhema. A capacitação foi dividida em três módulos com duração de dois meses cada, totalizando seis meses de curso e 134 horas/aula. Para participar, o aluno precisa atender os critérios de frequência e comportamento estabelecidos no regulamento a fim de ser aprovado nas disciplinas.

Para o reeducando Leonardo Leite Cardoso, 37 anos, cumpre pena há 10 anos, a participação na capacitação é libertadora. “Me fez enxergar que tudo o que fiz de errado, posso ser restaurado e escrever uma nova história na minha vida”, disse. “Hoje consigo controlar a ansiedade e a vontade de consumir drogas, me sinto uma pessoa melhor”, complementou.

Em discurso, o diretor-presidente da Agepen, Aud de Oliveira Chaves, também ressaltou o papel da religião na transformação de condutas. “Conheço diversas pessoas que passaram pelo sistema e hoje encontro na rua com uma nova vida porque encontraram em Deus um recomeço”. Espero que vocês possam sair melhores e que este curso contribua para isso”, declarou.

O encerramento da primeira etapa da capacitação contou com a apresentação do Coral da Igreja Verbo da Vida, além da Banda Ressocializandos, formada por internos do Centro de Triagem. A proposta é que o curso tenha duração total de 18 meses. Após a conclusão do primeiro ano dos ensinamentos, o aluno receberá o certificado de participação e, ao concluir o segundo ano, terá o diploma, reconhecido internacionalmente.

A solenidade de encerramento também contou com a presença do diretor do Centro de Triagem "Anísio Lima", Adoventino Barbosa; da chefe da Divisão de Educação da Agepen, Rita de Cássia Argolo Fonseca; e do chefe da Divisão de Segurança e Custódia, Alírio Francisco do Carmo; além de agentes penitenciários e integrantes da Igreja Verbo da Vida.

Publicado por: imprensaagepen

Utilizamos cookies para permitir uma melhor experiência em nosso website e para nos ajudar a compreender quais informações são mais úteis e relevantes para você. Por isso é importante que você concorde com a política de uso de cookies deste site.