Artesanatos produzidos em presídios da Capital e de Corumbá são expostos ao público no Festival América do Sul

Categoria: Geral | Publicado: sexta-feira, agosto 21, 2015 as 11:57 | Voltar

Corumbá (MS) – Artesanatos produzidos por reeducandos do Estado estão expostos no 12º Festival América do Sul – Pantanal. O estande reúne peças variadas produzidas em presídios de Campo Grande e Corumbá e chamou a atenção do público presente na abertura do evento, realizada na noite dessa quinta-feira (20).

A ação é uma iniciativa do Governo do Estado, com o objetivo de demonstrar à sociedade o trabalho artesanal produzido no interior das unidades penais, incentivando a reinserção social dos detentos e a consequente não-reincidência criminal.

DSC01445

Estão expostas cerca de 150 peças para a venda, entre objetos em madeiras, envolvendo enfeites temáticos do Estado e decorações para jardim; kits em couro; peças em crochê para casa , como tapetes, passadeiras e jogos de banheiro; artesanatos em caixaria entre porta-vinhos, porta-joias e caixas de costura; chaveiros, origamis etc.

A participação da Agência Estadual de Administração do Sistema Penitenciário (Agepen) no evento cultural, que reúne turistas não só de várias partes do Brasil como de outros países, foi possível graças à autorização do governador Reinaldo Azambuja, durante encontro que reuniu o diretor-presidente da Agepen, Ailton Stropa Garcia, o secretário de Estado de Cultura, Turismo, Empreendedorismo e Inovação, Athayde Nery e o prefeito de Corumbá, Paulo Duarte, no início deste mês.

DSC01463

Durante o lançamento do festival, o governador, o secretário e o prefeito foram conhecer de perto o espaço disponibilizado à Agepen, e elogiaram a iniciativa e a qualidade das peças apresentadas. A visita foi acompanhada pela primeira-dama do Estado, Fátima Alves de Souza Silva.

De acordo com o diretor-presidente da agência penitenciária, é um dos focos da instituição valorizar o trabalho executado pelos custodiados, possibilitando que seja dada projeção e saída para as peças confeccionadas, o que contribui para a ocupação laboral, incentiva o bom comportamento dos detentos e ainda gera renda para seus familiares.

Conforme Stropa, os recursos arrecadados com comercialização serão repassados aos internos que produziram o objeto vendido, além de serem utilizados na compra de mais materiais para a confecção.

Os trabalhos da Agepen no festival em Corumbá são coordenados pelo diretor de Assistência Penitenciária, Gilson Martins.  No estande, estão trabalhando, como voluntários, servidoras do presídio feminino local: Anelize Lázaro de Lima (diretora), Rozimare de Souza Fernandes e Ramona Pessôa; e os agentes penitenciários de Campo Grande: Edson Sobrinho, do Presídio de Trânsito, e Cláudia Regina Flores, do Instituto Penal.

O Festival América do Sul prossegue até este sábado (22). De 23 a 27 de novembro, as peças artesanais dos presídios estarão expostas no Fórum de Campo Grande, com temas natalinos. Também está previsto para a exposição e comercialização um quiosque na Cidade do Natal, na Capital.

Colaboração e fotos da agente penitenciária Alieslaine Ramona Pessoa, do EPFCAJG.

Publicado por: Keila Terezinha Rodrigues Oliveira

Utilizamos cookies para permitir uma melhor experiência em nosso website e para nos ajudar a compreender quais informações são mais úteis e relevantes para você. Por isso é importante que você concorde com a política de uso de cookies deste site.