Brinquedos feitos por detentos beneficiam sétima instituição municipal de ensino e leva aprendizado lúdico a crianças da capital

Categoria: Ressocialização | Publicado: sexta-feira, março 6, 2020 as 16:16 | Voltar

Campo Grande (MS) – Brinquedos de madeira e crochê, produzidos por detentos da Penitenciária de Segurança Máxima de Campo Grande irão dar suporte, a partir desta sexta-feira (6.3), às atividades pedagógicas desenvolvidas para os 215 alunos da EMEI “Professora Elenir Zanqueta Molina”, no bairro Nascente do Segredo.

As 30 peças foram confeccionadas por meio do projeto “Educação Lúdica com Brinquedos Pedagógicos”, parceria da Agência Estadual de Administração do Sistema Penitenciário (Agepen) e Secretaria Municipal de Educação (Semed). A entrega também contou com a presença do prefeito Marquinhos Trad.

O diretor-presidente da Agepen, Aud de Oliveira Chaves, falou sobre o papel social que o projeto representa para os detentos. “Essa parceria é muito importante, pois nós podemos levar para as pessoas que estão dentro do presídio, a oportunidade de fazerem uma boa ação para a sociedade. Lembrando que aqui está o futuro de um país, por isso apoiamos projetos como esses que beneficiam diretamente as crianças”, afirmou destacando o projeto que confecciona parques de pneus para as instituições infantis de ensino.

Com apoio da direção do presídio e equipe de servidores, o projeto “Educação Lúdica com Brinquedos Pedagógicos” consiste em associar o trabalho filantrópico ao de reinserção de custodiados da Máxima, pois leva ocupação produtiva e novos valores pessoais aos detentos. A iniciativa foi idealizada pelo agente penitenciário Vinícius Saraiva e o técnico da Semed, Felipe Augusto da Costa.

A gerente da Educação Infantil da Rede Municipal de Ensino, Isabel Correa, falou sobre a importância de unir a brincadeira e o pedagógico. “Nós sabemos o quanto é importante para o desenvolvimento dos alunos, lembrando que os brinquedos são da Emei e depois estarão na brinquedoteca para que todas as crianças façam uso”, afirmou.

A diretora da unidade, Juliana Ferreira de Souza, disse que os brinquedos despertaram a atenção das crianças, já que retratam personagens do universo infantil. “Elas ficaram encantadas pois os brinquedos têm personagens que eles conhecem, facilitando o pedagógico”, frisou.

Mãe dos gêmeos Gael e Miguel de apenas um ano, Kênia da Silva Gonçalves garante que a ação é de suma importância e os brinquedos de muita qualidade. “O artesanato tem um valor alto e muita delicadeza, tenho certeza que os meninos vão amar brincar com os bonecos, que são todos bem coloridos”, revelou.

Além das Escolas Municipais de Ensino Infantil (Emeis), este projeto também já realizou diversas doações a associações filantrópicas que prestam assistência a crianças carentes, levando diversão e aprendizado aos pequenos. Além disso, a iniciativa também integra outro projeto da Agepen, o “Além dos Muros”, que, além de brinquedos pedagógicos, também doa a instituições sociais outros produtos feitos dentro de presídios.

Desde o início do projeto, em 2017, 1,6 mil alunos de escolas municipais infantis já foram contemplados com os brinquedos.

Com informações da PMCG.

Publicado por: Tatyane Oliveira Santinoni

Utilizamos cookies para permitir uma melhor experiência em nosso website e para nos ajudar a compreender quais informações são mais úteis e relevantes para você. Por isso é importante que você concorde com a política de uso de cookies deste site.