Brinquedos pedagógicos feitos na Máxima levam educação lúdica a crianças em Ceinf da Capital

Categoria: Ação Social | Publicado: quinta-feira, março 30, 2017 as 15:51 | Voltar

Campo Grande (MS) – Crianças do Centro de Educação Infantil (Ceinf) “Laura Rodrigues de Oliveira”, no Jardim Moema, na Capital, agora poderão se divertir e aprender com brinquedos pedagógicos produzidos pelas mãos de detentos da Penitenciária de Segurança Máxima de Campo Grande. A entrega aos pequenos foi realizada nesta quinta-feira (30) em meio a muitos sorrisos e brincadeiras. O centro educacional atende atualmente a 245 crianças, entre 4 meses e 5 anos, e é a quinta instituição beneficiada pelo projeto.

Desenvolvido pela Agência Estadual de Administração do Sistema Penitenciário (Agepen), por meio da direção do presídio e equipe de servidores, o projeto “Educação Lúdica com Brinquedos Pedagógicos” consiste em associar o trabalho filantrópico ao de reinserção de custodiados da Máxima, pois leva ocupação produtiva e novos valores pessoais aos detentos.

Dentro da penitenciária, os internos aprendem a transformar sobras de madeiras, que iriam para o lixo, em jogos educativos, carrinhos e demais brinquedos, que ajudam a incentivar o estudo nas séries iniciais e a despertar a atenção e os sentidos das crianças. Também são confeccionados brinquedos em crochê, outra atividade desenvolvida na unidade prisional.

“A criança aprende de maneira lúdica, brincando. E esses brinquedos pedagógicos serão de muito proveito aqui na nossa brinquedoteca”, garantiu a diretora do Ceinf, Doracy Alves Medino. Para a diretora, o fato de serem produzidos no presídio os torna ainda mais significativos. “A sensação da gente é que há esperança para essas pessoas que cometeram crimes, pois são capazes de fazer coisas tão bem feitas e com certeza sairão com uma profissão de lá”, disse, agradecendo também a administração da Agepen pela doação.

De acordo com o diretor da Penitenciária de Segurança Máxima, João Bosco Correia, foram entregues cerca de 60 peças ao Ceinf do Jardim Moema. Além da beleza, explicou o dirigente, existe todo um cuidado quanto à funcionalidade e segurança dos brinquedos, já que não possuem peças pequenas e é tudo feito com cola, sem o uso de pregos ou materiais que possam machucar as crianças.

A entrega foi acompanhada pelo diretor-presidente da Agepen, Aud de Oliveira Chaves, que classificou a iniciativa como “uma importante ação da instituição”. O diretor-presidente destacou que a agência penitenciária, por meio das equipes de servidores, busca fomentar a ocupação prisional em prol de áreas sociais, em benefício da população. “Com esses trabalhos sociais levamos ocupação  aos internos, e também os ajudam a ter novos valores, que contribuem para reinserção social e não reincidência no crime. É positivo para todos os lados, tanto para quem recebe, como para que doa”, afirmou.

Muitas Ações

A exemplo da ação realizada na Máxima da Capital, são muitas as iniciativas desenvolvidas em presídios de Mato Grosso do Sul que impactam diretamente no bem-estar da população.

Em unidades prisionais de vários municípios são cultivadas hortaliças que são destinadas à população carente e a instituições. Em alguns presídios são produzidos pães servidos em creches e escolas. Há também montagem de cadeiras de rodas para serem distribuídas gratuitamente a quem precisa; sem falar na utilização de mão de obra de internos em reformas de prédios públicos, como delegacias, e de entidades sociais.

Um importante exemplo nesse sentido é o projeto “Pintando e Revitalizando a Educação com Liberdade”, no qual os detentos do regime semiaberto da Capital trabalham na reforma de escolas estaduais.  O recurso utilizado para a compra dos materiais também vem dos reeducandos, provenientes do desconto de 10% do salário pago aos internos de Campo Grande que trabalham remunerados por meio de convênios. O dinheiro é depositado em uma conta do poder Judiciário, que destina a verba para esse tipo de obra, além de melhorias estruturais nos próprios presídios e na realização de cursos profissionalizantes.

Selecionar arquivos

Publicado por: imprensaagepen

Utilizamos cookies para permitir uma melhor experiência em nosso website e para nos ajudar a compreender quais informações são mais úteis e relevantes para você. Por isso é importante que você concorde com a política de uso de cookies deste site.