Agepen realiza formatura do 3º Curso de Intervenção Prisional e Escolta; 140 interventores já foram capacitados

Categoria: Capacitação | Publicado: sexta-feira, janeiro 21, 2022 as 16:09 | Voltar

Policiais penais da Agência Estadual de Administração do Sistema Penitenciário de Mato Grosso do Sul (Agepen/MS) se formaram, nesta sexta-feira (21), no 3º Curso de Intervenção Prisional e Escolta (3º CIPE). A formatura foi realizada no 20º Regimento de Cavalaria Blindada, em Campo Grande, uma das bases onde o curso de 220 horas foi ministrado em regime de internato.

"Fomos testados nos limites físicos e mentais, preparados para lidar com a situações de crises", relatou o policial penal Raul Augusto Aparecido Sá Ramalho, um dos formandos no 3º CIPE. Ele ainda destacou que a capacitação, além da formação técnica oferecida, representou fortalecimento do trabalho em equipe e superação de adversidades.

Ministrado pela Escola Penitenciária (Espen), o curso contou com auxílio de instrutores que compõem o Comando de Operações Penitenciárias e apoio do Exército Brasileiro, do Departamento Penitenciário Nacional, da Polícia Rodoviária Federal e do Corpo de Bombeiros Militar.

Treze policiais penais da Agepen e dois agentes federais de execução penal concluíram a capacitação. Os 15 formandos tiveram 18 dias de aulas de intervenção tática prisional, atendimento pré-hospitalar, armamento e tiro, técnicas e tecnologias não letais, vigilância de muralhas, Lei de Execução Penal, imobilização, técnicas de escola e transporte de presos, gerenciamento de crise prisional, segurança administrativa, uso progressivo da força, rapel tático e Direitos Humanos.

Durante a solenidade, o diretor-presidente da Agepen, Aud de Oliveira Chaves, agradeceu as parcerias que tornaram a capacitação possível e ressaltou que o CIPE é reflexo do avanço que a agência penitenciária de Mato Grosso do Sul vem conquistando, diante das novas atribuições que estão sendo assumidas.

Conforme a Agepen, no aprendizado do curso, os participantes também passaram por alto desgaste físico e mental, pois foram preparados para um grupo de elite do sistema prisional. Eles estão preparados para atuar como força de reação do sistema prisional do Estado.

Com a conclusão do 3º CIPE, a Agepen já qualificou 140 policiais penais para ações de intervenção prisional e escoltas de alto risco.

O evento contou com a participação de autoridades e de familiares dos formandos. Também participaram da solenidade o comandante do 20º Regimento de Cavalaria Blindado, tenente coronel do Exército, Manuel Luís Badaraco Fagundes; e o superintendente da PRF em Mato Grosso do Sul, Luiz Alexandre Gomes da Silva; além de representantes do Corpo de Bombeiros Militar, da Penitenciária Federal de Campo Grande e de diretores de unidades.

Texto: Bruno Chaves, Subcom, e Keila Oliveira, Agepen

Fotos: Tatyane Santinoni

Publicado por: Tatyane Oliveira Santinoni

Utilizamos cookies para permitir uma melhor experiência em nosso website e para nos ajudar a compreender quais informações são mais úteis e relevantes para você. Por isso é importante que você concorde com a política de uso de cookies deste site.