Com aquisição de 300 rádios de comunicação, Agepen reforça segurança em todos os presídios do MS

Categoria: Infraestrutura | Publicado: sexta-feira, dezembro 22, 2017 as 09:04 | Voltar

Campo Grande (MS) – A Agência Estadual de Administração do Sistema Penitenciário (Agepen) já iniciou a distribuição de 300 rádios transceptores portáteis de comunicação, com tecnologia digital, para unidades prisionais de todo o Estado. A entrega oficial dos equipamentos à instituição foi realizada esta semana pelo Governo do Estado, durante a posse do novo secretário de Justiça e Segurança Pública, Antônio Carlos Videira.

Ao todo, foram investidos R$ 402 mil, dos quais R$ 268 mil, são provenientes do Fundo Penitenciário Nacional (Funpen); a outra parcela, R$ 134 mil, é oriunda do Fundo Penitenciário Estadual (Funpes).

Segundo o diretor-presidente da Agepen, Aud de Oliveira Chaves, a distribuição é coordenada pela Diretoria de Operações e os critérios ocorrem em conformidade com a estrutura e necessidade de cada presídio, fluxo de trabalho e quantidade de servidores. A compra dos equipamentos, conforme o dirigente, atende a necessidades de segurança dos estabelecimentos penais.

“Facilitam a comunicação entre os setores e postos de trabalho nas unidades prisionais, o que ajuda a aprimorar os serviços prestados, além de oferecerem mais condições dignas aos agentes penitenciários para o desempenho de um bom serviço”, destaca Aud Chaves.  

Para a direção da PED, os equipamentos proporcionam mais agilidade aos trabalhos.

A Penitenciária Estadual de Dourados (PED), maior presídio do Estado, foi um dos primeiros locais beneficiados com as novas ferramentas de comunicação, reforçando o aparato já existente no local, assim como os demais estabelecimentos penais do município.

Para o diretor da PED, Manoel Machado, os rádios transceptores são essenciais para o trabalho. “Nos traz agilidade, já que o agente tem a possibilidade de narrar quaisquer irregularidades imediatamente aos seus superiores e aos próprios companheiros, reforçando a segurança”, afirma.

Entrega simbólica feita aos dirigentes de unidades de Campo Grande.

Na capital, todas as unidades prisionais já receberam os equipamentos; apenas a Unidade Mista de Monitoramento Virtual não foi contemplada, devido ao perfil do local. A entrega simbólica aos diretores foi feita pelo diretor-presidente, na Sede da Agepen.

Máxima foi uma das unidades que mais receberam equipamentos.

Devido à sua estrutura, a Penitenciária de Segurança Máxima de Campo Grande, ao lado da PED, foi a unidade que mais recebeu equipamentos para uso dos agentes em serviço. "Estamos nos modernizando cada vez mais, essas são ferramentas importantes no nosso trabalho, pois você consegue alertar e repassar mensagens para os demais colegas em tempo real", ressalta o diretor da Máxima, Paulo Godoy.

De acordo com a Diretoria de Operações, também já foram distribuídos às unidades prisionais de Três Lagoas, Ponta Porã, Corumbá, Rio Brilhante, Jateí, Naviraí, Nova Andradina, Jardim, Bataguassu, Caarapó e Amambai. Para os estabelecimentos penais de Paranaíba, Cassilândia, São Gabriel do Oeste, Coxim, Dois Irmãos do Buriti e Aquidauana já está sendo providenciada a entrega, conforme a logística de distribuição.

Estruturação

A aquisição dos 300 rádios transceptores portáteis de comunicação, com tecnologia digital,  integra uma série de investimentos previstos para o Sistema Penitenciário de Mato Grosso do Sul.

Além dos aparelhos, 11 furgões-celas foram adquiridos pela instituição com recursos federais e outros projetos já se encontram em andamento para a aquisição de armas e munições, equipamentos de proteção individual, espargidores e munições químicas, aparelhos de raio-x, scanners corporais, etc.

Outros R$ 31 milhões do fundo nacional serão investidos na construção, reformas e ampliações de unidades penais de regime fechado, com a previsão de geração de cerca de 1,3 mil vagas.

A Agepen também possui projetos em andamento com investimentos oriundos do fundo estadual. Dentre os investimentos já aprovados pelo conselho deliberativo do Funpes, estão a aquisição de computadores, mobílias e cursos de aperfeiçoamento para servidores penitenciários.

Fotos: Edemir Rodrigues e  Divulgação/Agepen.

Publicado por: Keila Terezinha Rodrigues Oliveira

Utilizamos cookies para permitir uma melhor experiência em nosso website e para nos ajudar a compreender quais informações são mais úteis e relevantes para você. Por isso é importante que você concorde com a política de uso de cookies deste site.