Com enfoque social, apreensões da Receita Federal beneficiam reeducandas da capital

Categoria: Assistência | Publicado: sexta-feira, março 11, 2022 as 06:47 | Voltar

Para realçar a autoestima, no mês em que se celebra o Dia da Mulher, detentas em regime fechado da capital receberam diversos produtos de higiene e beleza. Provenientes de apreensões realizadas pela Receita Federal, a doação foi realizada ao Estabelecimento Penal Feminino “Irmã Irma Zorzi” (EPFIIZ).

Com a presença do delegado regional da Receita Federal em Campo Grande, Clóvis Ribeiro Cintra Neto, e da analista tributária Mara Lourdes Silveira Jara, além da entrega também conheceram diferentes setores da unidade penal.

A ação é fruto da parceria entre a Agência Estadual de Administração do Sistema Penitenciário (Agepen) e a Receita Federal e proporciona um olhar humanizado para quem está em situação de vulnerabilidade.

No mês da mulher, internas recebem doações de kits de higiene e beleza.

Sentimento de gratidão é o que resume essa entrega para a interna F.T. “Recebemos com muita alegria essa doação, que nos ajudará a manter a higiene e a autoestima, porque muitas não possuem recursos ou nem mesmo recebem visitas, então é bem significativo”, disse a interna em nome das demais.

Muito além de órgão fiscalizador, a Receita Federal possui um papel social, pois atende necessidades de instituições públicas e filantrópicas como hospitais, asilos, APAEs, população carcerária, Pestalozzi, creches, orfanatos, entre outros; é o que destaca o delegado Clóvis.

“Não atuamos somente na arrecadação tributária, temos essa função social com a destinação de material de apoio aos órgãos do estado e entidades sem fins lucrativos. Sabemos da importância dessa entrega e isso contribui para um ambiente mais harmonioso”, ressalta o delegado regional.

Dentre os produtos doados estão mantas, lingerie, material de higiene, cosméticos e kits de beleza. Todos são frutos do combate ao contrabando e descaminho que as diversas forças de segurança atuam no estado.

Conforme a analista tributária Mara Lourdes, essa visita à unidade penal foi bem produtiva. “Foi muito bom estar aqui para conhecer de perto a destinação final desses materiais para as usuárias e do bem-estar que isso venha causar”, informa Mara, que também atua como chefe da equipe de mercadorias apreendidas.

De acordo com a diretora do EPFIIZ, Mari Jane Boleti Carrilho, esses materiais serão direcionados para atender aos projetos desenvolvidos dentro da unidade junto às reeducandas. “Desde o psicossocial ao projeto da creche e de saúde, esses kits incentivam a participação das internas na busca por conhecimento, ressalta a feminilidade e atende à necessidade daquelas com maior vulnerabilidade”, afirma.

A entrega aconteceu nessa quinta-feira (10.3) e contou com a presença do chefe de Estabelecimentos Penais da Agepen, Alírio Francisco do Carmo; além de servidoras penitenciários.

Publicado por: Tatyane Oliveira Santinoni

Utilizamos cookies para permitir uma melhor experiência em nosso website e para nos ajudar a compreender quais informações são mais úteis e relevantes para você. Por isso é importante que você concorde com a política de uso de cookies deste site.