Com madeiras apreendidas, detentos de Aquidauana confeccionam móveis para a instituições assistenciais

Categoria: Ação Social | Publicado: quinta-feira, julho 5, 2018 as 07:22 | Voltar

Aquidauana (MS) – Nas mãos de reeducandos do Estabelecimento Penal de Aquidauana (EPA), madeiras apreendidas pela justiça se transformaram em móveis que servirão para o atendimento de idosos e crianças especiais em instituições sociais da cidade.

A ação faz parte de uma parceria entre a Agência Estadual de Administração do Sistema Penitenciário (Agepen) e o Poder Judiciário.

A iniciativa, além de contribuir para a ocupação produtiva e profissionalização dos custodiados, também representa uma exemplo destinação correta, criativa e com enfoque social.

A doação das madeiras foi autorizada pelo juiz de Direito da Comarca de Anastácio, Luciano Pedro Beladelli. Ao todo, foram fabricadas pelos reeducandos na marcenaria do presídio seis camas para o Asilo São Francisco e dois bancos tipo namoradeira, além de uma mesa e uma cadeira reforçada para a Sociedade Pestallozzi.

“Com essa doação do poder Judiciário de Anastácio, além de aproveitar um material que estava se deteriorando no tempo, foram realizadas ações sociais para as instruções e ocupação para os internos”, ressalta o diretor da unidade prisional, Marco Aurélio Sales, ressaltando que no ano passado também foi feita uma doação de camas ao asilo.

O magistrado que autorizou a doação explica que, pelo fato de a madeira ter origem em um crime ambiental, a previsão legal é o seu perdimento, ou seja, não é devolvida ao dono por se tratar de carga ilegal, sendo esta alternativa adotada uma forma de proporcional uma destinação produtiva.

Asilo São Francisco recebeu a doação de mais seis camas.

Na opinião do diretor-presidente da Agepen, Aud de Oliveira Chaves, o exemplo de Aquidauana demonstra o comprometimento do sistema prisional do Estado, por meio de seus diretores e servidores, de buscar, cada vez mais, mecanismos que contribuam para a ressocialização dos custodiados, refletindo diretamente na redução dos índices de reincidência criminal.

“Realizamos vários outros projetos que beneficiam diretamente à população como a reforma de escolas, confecção de brinquedos pedagógicos, produção de verduras à população carente, entre outras ações”, finaliza o dirigente.

A entrega foi feita à diretora do Asilo São Francisco,  Maristela Soares do Prado Leite, e à diretora da Sociedade Pestallozzi, Fátima Mitue Midogutti, que comemoraram as doações promovidas pela Agepen, por intermédio do Estabelecimento Penal de Aquidauana,  em parceria com o Judiciário. Segundo elas, os novos móveis serão muito úteis para as ações assistenciais realizadas.

 

Publicado por: Keila Terezinha Rodrigues Oliveira

Utilizamos cookies para permitir uma melhor experiência em nosso website e para nos ajudar a compreender quais informações são mais úteis e relevantes para você. Por isso é importante que você concorde com a política de uso de cookies deste site.