Com participação especial da Agepen, II Depen Innovation Day abordou ideias inovadoras para o sistema penitenciário brasileiro

Categoria: Tecnologia | Publicado: terça-feira, abril 12, 2022 as 13:54 | Voltar

O Departamento Penitenciário Nacional promoveu, nessa segunda-feira (11.4),  o II Depen Innovation Day, com objetivo de estabelecer contato entre o universo das startups e o do sistema penitenciário nacional. Nesta edição, foram discutidas formas de execução dos procedimentos manuais e repetitivos de conferência da presença de presos nas celas, pátios de convivência, ambientes de estudo e de trabalho, além da modernização do processo de abertura e fechamento de celas e portões de acesso em unidades penitenciárias.

No total, 5 startups apresentaram propostas de soluções: 3 para o desafio de conferência da presença dos presos e 2 para a automação de abertura e fechamento de celas. As startups levaram em consideração a premissa primordial de zelo pela segurança dos servidores penais e dos presos.

Entre os convidados especiais para realizarem perguntas às startups, o Depen selecionou o chefe da Divisão de Estabelecimentos Penais (DEP) da Agência Estadual de Administração do Sistema Penitenciário de Mato Grosso do Sul (Agepen), Alírio Francisco do Carmo, para representar os profissionais ligados diretamente ao sistema penitenciário de todo o país.

"O Francisco atende o perfil que precisávamos: ser servidor de carreira, conhecer a fundo os desafios do dia a dia em unidades penitenciárias e também conhecer a gestão do sistema", destacou a chefe da Assessoria de Assuntos Estratégicos do Depen, Marcia Aiko Tsunoda, ressaltando que, para a banca de especialistas, foram convidados também um professor universitário e um perito em infraestrutura e obras penitenciárias do Depen.

Para a diretora-geral do Depen, Tânia Fogaça, desde o primeiro Depen Innovation Day – realizado em janeiro deste ano - o Departamento pôde observar a importância de se discutir novas ideias visando a melhoria das condições de trabalho dos servidores e, consequentemente, o aprimoramento da execução penal nos estabelecimentos penitenciários por meio da inovação.

Ela ressaltou que inovar no serviço público é um desafio “Inovar no serviço público é desafiador e exige muita responsabilidade e coragem, tanto para encarar de frente os desafios, como para quebrar paradigmas.”, disse a DG do Depen.

A realização do II Depen Innovation Day e a apresentação de propostas de soluções por parte das startups não vinculam uma possível contratação, que poderá ser realizada futuramente, por meio de processo licitatório público e aberto, como preveem as leis brasileiras vigentes.

Com informações do Depen/MJ.

Publicado por: imprensaagepen

Utilizamos cookies para permitir uma melhor experiência em nosso website e para nos ajudar a compreender quais informações são mais úteis e relevantes para você. Por isso é importante que você concorde com a política de uso de cookies deste site.