Concurso de beleza renova sonhos e expectativas de detentas em Mato Grosso do Sul

Categoria: Miss Penitenciária | Publicado: sexta-feira, novembro 27, 2015 as 15:01 | Voltar

Campo Grande (MS) – A manhã ensolarada desta sexta-feira (27) foi coroada com o desfile de beleza das candidatas ao Miss Penitenciária MS – 2015. Pelo 8° ano consecutivo, o concurso reuniu no Estabelecimento Penal Feminino “Irmã Irma Zorzi”, na Capital, internas representantes de unidades penais femininas do estado para eleger a mais bela reeducanda de Mato Grosso do Sul.

desfile_traje_banhoCom o objetivo de estimular a autoestima das mulheres em situação prisional e promover a reinserção social, o evento é realizado pelo governo do estado, por meio da Agência Estadual de Administração do Sistema Penitenciário (Agepen).

desfile_galaRepresentantes de presídios de Campo Grande, Corumbá, Jateí, Rio Brilhante, São Gabriel do Oeste, Ponta Porã e Três Lagoas desfilaram nos trajes country, banho e gala. Mesmo sem cuidados especiais dignos de misses, elas esbanjaram beleza e segurança na passarela e desfilaram o sonho e a esperança de um recomeço longe do mundo do crime.

Com 1,75 metro de altura, 65 kg e vestindo manequim 38, a reeducanda Aline Stela Deucher, 20 anos, representante de Ponta Porã, foi a grande campeã deste ano. Natural da região Sul do Brasil, a interna dedicou o título à família que está longe e às companheiras que estão presas em Ponta Porã.

IMG_1592

Aline revelou que sempre foi tímida e que nunca havia pensado em participar de concursos de beleza. “Foi uma experiência muito boa, é um momento diferente, renova as nossas energias, agora fica a fé de um dia ir embora, não é porque a gente está aqui que a gente não presta, temos o nosso valor e vontade de conquistar uma vida decente”, disse emocionada. Aline está presa desde fevereiro deste ano por tráfico de entorpecentes. Como prêmio pela vitória, ela ganhou uma televisão de LED.

miss_campo_grande_gala

Com o título de “miss elegância”, a segunda colocada foi a representante de Campo Grande, Sabina Dantielly Mata de Oliveira, 25 anos, que está na unidade prisional desde outubro de 2012 por tráfico. “Renovar a beleza é bom, aqui não temos essa oportunidade de ficarmos bonita, colocarmos um salto e mostrarmos para os outros. Resgata a nossa autoestima! Agora eu quero voltar a sonhar e estar ao lado dos meus filhos, da minha mãe e do meu namorado”, afirmou a custodiada, que recebeu como prêmio um tablet.

_MG_1682

A terceira colocação ficou com a interna de Jateí, Monalisa Rodrigues Silva, 22 anos. Vestindo manequim 36, 47 kg e 1,59 de altura, ela atribuiu a conquista de estar “entre as três mais detentas mais bonitas do estado” ao corpo esguio e a segurança na passarela. “Agora vou dividir minha felicidade com minhas companheiras que estão lá em Jateí que, com certeza, torceram muito por mim mesmo de longe. Estou muito feliz!”, disse a interna, presa há meses por tráfico de entorpecentes. Ela recebeu como prémio um secador de cabelo.

Mas, muito mais que um concurso de beleza, a iniciativa pode representar um novo recomeço para as internas, conforme avaliou a miss Mundo Mato Grosso do Sul e Miss Gran Internacional, Paula Pereira Gomes, que foi jurada do concurso. “Antes eu achava que ser miss era só ser bonita, mas despois que eu conquistei o título percebi que ser miss é ser exemplo. Espero que vocês sejam modelo de postura e de atitude, aproveitem essa oportunidade”, falou às custodiadas.

Para o diretor-presidente Agepen, Ailton Stropa Garcia, o Miss Penitenciária ajuda significativamente a elevar a autoestima das reeducandas e é uma forma de demonstrar à população que existe uma preocupação em ajudar as mulheres que estão em situação de prisão. Conforme o dirigente, o concurso de beleza é apenas uma das iniciativas que visam a reinserção social da mulher em privação momentânea de liberdade em Mato Grosso do Sul.

jurados_miss_´penitenciaria2015Além da miss Mundo Mato Grosso do Sul, compuseram o corpo de jurados a cirurgiã-plástica Lucilene dos Santos Barros; o colunista social e jornalista Jefferson de Almeida, a diretora da empresa de cosméticos Mary Key, Marinalva Rodrigues de Mendonça; a jornalista Lívia Machado; a empresária Maria Sandra Bezerra; o fotógrafo Roberto Higa e o empresário Gelásio Roque.

plateiaTambém participaram do evento o corregedor-geral do tribunal de Justiça, Julizar Barbosa Trindade; o superintendente de Políticas Penitenciária da Secretaria de Justiça e Segurança Pública, Rafael Garcia Ribeiro; o defensor público Paulo José Patuto; o presidente da Federação de Futsal de MS, Mauro Augusto Ferrari de Araújo, e a assessora de gabinete do Governo, Edmara Aparecida Aniz, que no ato representou a primeira-dama do Estado, Fátima Azambuja; além de diretores e chefias da Agepen.

Publicado por: Keila Terezinha Rodrigues Oliveira

Utilizamos cookies para permitir uma melhor experiência em nosso website e para nos ajudar a compreender quais informações são mais úteis e relevantes para você. Por isso é importante que você concorde com a política de uso de cookies deste site.