Cursos profissionalizantes na área agrícola são oferecidos a detentos de Aquidauana

Categoria: Profissionalização | Publicado: sexta-feira, julho 7, 2017 as 08:10 | Voltar

Aquidauana (MS) – Parceria entre a Agência Estadual de Administração do Sistema Penitenciário (Agepen), Sindicato Rural e o Serviço Nacional de Aprendizagem Rural (Senar) vem garantindo uma série de capacitações na área agrícola a reeducandos dos regimes fechado e semiaberto de Aquidauana, oportunizando novas possibilidades profissionais quando conquistarem a liberdade.

Recentemente, 13 custodiados do Estabelecimento Penal de Aquidauana (EPA) foram qualificados, por meio da parceria, no “Curso de Implantação e Manejo Básico de Pomar”, com carga horária de 24 horas/aula, envolvendo aulas teóricas e práticas, desenvolvidas no próprio presídio. Foram abordados conteúdos como:  escolha da área, correção e adubação do solo, tipos de frutas, plantio e colheita.

“Praticamente todos os meses, ou mesmo todas as semanas, temos aqui no Estabelecimento Penal de Aquidauana uma capacitação oferecida pelo Senar. Esses cursos, com certeza, são uma oportunidade para que nossos custodiados aprendam algo que possa servir para o futuro”, comenta o diretor do EPA, Marco Aurélio Silva Salles.

Internos aprenderam a produzir adubos orgânicos.

Já no Estabelecimento Penal de Regimes Semiaberto e Aberto de Aquidauana (EPRSAAAA), nove apenados participaram do “Curso de Produção de Adubos Orgânicos”. Com carga horária de 24 horas/aula,  envolveu  atividades na produção de húmus de minhoca, compostagem e plantio de adubos verdes.

Outro curso oferecido foi o de “Operação e Manutenção de Motosserra”, cujo conteúdo abordou medidas de segurança no trabalho, meio ambiente, novas exigências profissionais e mercado de trabalho, legislação de uso, propriedade e transporte de motosserras, motores correntes e afiação, técnicas de corte e desgalhamento. No total, 11 detentos do semiaberto foram qualificados.

O curso de "Operação e Manutenção de Motosserra” capacitou 11 reeducandos do semiaberto.

“Essa capacitação será de grande valia para os reeducandos, devido ao ótimo mercado de trabalho nessa área, facilitando assim, a possibilidade do trabalho autônomo, diante da atual conjuntura de desemprego”, destaca a assistente social da Agepen, Fermina Garcia Escobar Batista, que junto com a psicóloga Maria Odiney Moreira de Cabrera, é responsável por acompanhar a participação dos internos nas capacitações profissionais na cidade.

Segundo o diretor do presídio semiaberto, Fábio Ferreira Amarilio, as qualificações profissionais têm sido constantes para os custodiados, graças à parceria e apoio recebidos pelo presidente do Sindicato Rural, Frederico Borges Stella, e pelo coordenador dos cursos do Senar, Renê Martinez.

“Somente nos últimos dois meses tivemos 22 internos capacitados em cursos do Serviço Nacional de Aprendizagem Rural, entre eles na área de mecanização agrícola. Acreditamos que este ano teremos a possibilidade de qualificar 100% dos nossos internos, em várias áreas”, afirma o dirigente.

De acordo com o diretor-presidente da Agepen, Aud de Oliveira Chaves,  o Senar tem se consolidado como um importante colaborador na qualificação profissional dentro do sistema penitenciário de Mato Grosso do Sul, realizando cursos em vários presídios do estado. “O Senar é um grande parceiro nosso, no sentido de desenvolver capacidades profissionais nos custodiados, e isso é de grande importância para o aumento do índice de ressocialização dos reeducandos”, finaliza o dirigente.

Publicado por: Keila Terezinha Rodrigues Oliveira

Utilizamos cookies para permitir uma melhor experiência em nosso website e para nos ajudar a compreender quais informações são mais úteis e relevantes para você. Por isso é importante que você concorde com a política de uso de cookies deste site.