Educação aliada ao esporte estimula construção de novos valores entre reeducandos de Três Lagoas

Categoria: Ressocialização | Publicado: quarta-feira, junho 5, 2019 as 07:06 | Voltar

Três Lagoas (MS) – Como forma de incentivo a novas condutas e à prática do respeito no ambiente carcerário através do esporte, reeducandos do regime semiaberto de Três Lagoas participaram do 1º Torneio de Futebol de Areia Interclasses, realizado pela Escola Estadual Edwards Correia e Souza, responsável pelo ensino regular na unidade penal.

Idealizada pelos próprios internos que estudam na Colônia Penal Industrial “Paracelso de Lima Vieira Jesus”, a iniciativa contou com o apoio da direção do presídio e o patrocínio do Conselho da Comunidade de Três Lagoas, com a doação de 10 metros de areia, duas redes para os gols, três bolas e as medalhas.

José Antônio esteve presente no encerramento do torneio e entrega de medalhas.

“Nossa missão é exatamente viabilizar a parte cultural, social e de lazer aos apenados. A cordialidade e o comportamento dos internos durante os jogos foram exemplares, um momento de interação muito importante para a reintegração deles”, destacou o presidente do Conselho da Comunidade de Três Lagoas, José Antônio Rodrigues.

Divididos em quatro equipes, 26 reeducandos participaram da competição que contou com quatro jogos e 28 gols marcados. Para o professor de educação física e responsável pela organização do torneio, Everton Azambuja, o objetivo foi estimular a prática esportiva, com foco no respeito às regras e ao adversário.

“Nesses dois dias de jogos, não foi aplicado nenhum cartão vermelho nem teve qualquer tipo de confusão, as partidas foram até divertidas e a participação de cada um deles foi muito válida”, parabenizou o professor. Com o intuito de prestigiar os jogadores, os três primeiros times colocados foram premiados com medalhas.

Segundo o diretor da unidade penal, José Antônio Garcia Sales, essa iniciativa proporcionou interação entre os internos e foi de fundamental relevância para a ressocialização. “Com um simples ato, percebemos a alegria, satisfação e a importância dos reeducandos se sentirem valorizados”, afirmou, agradecendo a parceria de todos os envolvidos para que esse evento se concretizasse.

Para o diretor-presidente da Agência Estadual de Administração do Sistema Penitenciário (Agepen), Aud de Oliveira Chaves, a ocupação produtiva e o lazer refletem diretamente na disciplina no ambiente carcerário. "O esporte em complemento às práticas educacionais desenvolvidas na unidade é uma demonstração do esforço de todos os envolvidos para o oferecimento de um cumprimento de pena mais digno e humanizado", finalizou.

Publicado por: Tatyane Oliveira Santinoni

Utilizamos cookies para permitir uma melhor experiência em nosso website e para nos ajudar a compreender quais informações são mais úteis e relevantes para você. Por isso é importante que você concorde com a política de uso de cookies deste site.