Em Jardim, servidores interceptam drogas arremessadas pela muralha do presídio

Categoria: Sistema Penitenciário | Publicado: sexta-feira, junho 18, 2021 as 11:36 | Voltar

Servidores da Agência Estadual de Administração do Sistema Penitenciário (Agepen) que atuam no Estabelecimento Penal "Máximo Romero", em Jardim, interceptaram invólucros de entorpecentes. Ao todo, foram encontrados cerca de 360 gramas de substância análoga à maconha.

O material ilícito foi arremessado pela muralha do presídio e apreendido pelos servidores, a partir da verificação pelo sistema de câmeras do videomonitoramento da unidade. Os flagrantes aconteceram no final de maio e foram localizados antes de chegarem nas mãos dos internos.

A primeira apreensão foi realizada próximo à horta da unidade penal, a partir da ronda de rotina feita pela equipe de servidores plantonista. O pacote encontrado pesava cerca de 145 gramas de entorpecentes, enrolado em uma sacola plástica.

Já o outro flagrante, aconteceu dois dias depois, quando os agentes penitenciários detectaram o arremesso pelas câmeras e em seguida se deslocaram até o telhado. O material, pesando cerca de 212 gramas, foi localizado na tela de proteção do pavilhão.

O diretor do presídio, Júlio César Góes da Silva, parabenizou o empenho dos profissionais em inibir práticas ilícitas dentro da unidade penal. “A tecnologia aliada à dedicação dos servidores tem impedido o acesso dos internos a materiais proibidos”, informou.

Os entorpecentes foram encaminhados à Delegacia de Polícia Civil do município para registro de ocorrência e providências cabíveis.

Publicado por: Tatyane Oliveira Santinoni

Utilizamos cookies para permitir uma melhor experiência em nosso website e para nos ajudar a compreender quais informações são mais úteis e relevantes para você. Por isso é importante que você concorde com a política de uso de cookies deste site.