Em Três Lagoas, servidores da Agepen recebem capacitação para atuar no enfrentamento à drogadição entre detentos

Categoria: Capacitação | Publicado: terça-feira, outubro 8, 2019 as 15:25 | Voltar

Três Lagoas (MS) – Com o objetivo de aperfeiçoar o enfrentamento à drogadição entre a massa carcerária, servidores da Agência Estadual de Administração do Sistema Penitenciário (Agepen) em Três Lagoas participaram, no último sábado, de um curso sobre dependência química com ênfase em grupo de apoio.

A capacitação foi ministrada pelo presidente do Conselho Municipal sobre Drogas e fundador do Gavin, Nivaldo dos Santos, que é agente penitenciário há 29 anos no estado de São Paulo. Durante a qualificação, foram abordadas temáticas como: dependência química, prevenção a recaídas, codependência, grupo de apoio e abordagens.

Ao todo, nove servidores foram qualificados, com o valor das inscrições doadas pelo Conselho da Comunidade de Três Lagoas. Além de agentes penitenciários, também foram capacitados profissionais da rede de atendimento local.

Segundo o diretor da Colônia Penal Industrial "Paracelso de Lima Vieira Jesus" (CPITL), José Antônio Garcia Sales, um dos participantes, o curso teve como objetivo fomentar as demandas existentes e fortalecer os profissionais que trabalham com grupos de enfrentamento à dependência química. “Pois precisamos de um aporte para que nosso trabalho dê certo e reflita na sociedade de forma positiva”, destaca.

Já a agente Sandra Elisa Ferreira de Amorim, que atua como assistente social na CPITL, reforça que toda metodologia de trabalho em grupo será aplicada. “Pois aprendemos novas técnicas na abordagem e condução do grupo. Além disso, trabalharemos a família para que a mesma tenha condições de acolher e ajudar positivamente o dependente que necessitará de apoio ao retornar para o seio familiar”, complementa.

No final do curso, ficou acertado que os servidores da Agepen que participaram do curso, juntamente com os profissionais da rede de atendimento local, dessem continuidade com reuniões a cada 15 dias para fortalecer a rede de atendimento, incentivando novos grupos de apoio.

Recomeçar

O trabalho de enfrentamento à dependência química entre detentos, sistematizado pela Agepen, é desenvolvido em vários presídios de Mato Grosso do Sul, inclusive nas unidades de Três Lagoas.

As iniciativas são coordenadas pela Diretoria de Assistência Penitenciária da Agepen (DAP), por meio da Divisão de Promoção Social. Desenvolvidos por agentes penitenciários da área de Assistência e Perícia, os trabalhos envolvem, principalmente, terapia em grupo e contam com o importante apoio de voluntários do Narcóticos Anônimos (N.A.).

Publicado por: imprensaagepen

Utilizamos cookies para permitir uma melhor experiência em nosso website e para nos ajudar a compreender quais informações são mais úteis e relevantes para você. Por isso é importante que você concorde com a política de uso de cookies deste site.