Instrutores do Depen buscam no COPE referência para aprimorar doutrina do uso progressivo da força

Categoria: Parceria | Publicado: sexta-feira, outubro 29, 2021 as 07:40 | Voltar

A base do Comando de Operações Penitenciárias (COPE), na capital, recebeu, nessa quinta-feira (28.10), a visita técnica de agentes federais de execução penal do Departamento Penitenciário Nacional (Depen), com o objetivo de conhecerem a doutrina do uso progressivo da força por parte do grupo instituído pela Agência Estadual de Administração do Sistema Penitenciário (Agepen).

Os servidores federais se informaram sobre legislação, formação de equipes, a parte técnica do uso da força e a estrutura do Comando de Operações Penitenciárias para solução de crises. “A troca de experiência entre forças irmãs colabora para reflexão e aperfeiçoamento de técnicas, tendo em vista que, em especial no Depen, a sua atuação nacional nos dá acesso a conhecimento de vários outros estados”, enfatizou o comandante do COPE, Richard Dias, reforçando a importância da visita.

Os agentes federais atuam como instrutores de “Uso Progressivo da Força” do quadro do Depen e afirmaram que têm o COPE de Mato Grosso do Sul como referência nessa área. “Na oportunidade, apresentamos a eles um diferencial que é a equipe de imobilizadores táticos que são empregados para que não usemos forças mais graves, objetivando, acima de tudo, acabar com uma crise preservando a integridade física do preso”, explicou o comandante do Grupo de Intervenção Tática (GIT) do COPE, Nélio Alves da Costa Júnior.

O Comando de Operações Penitenciárias foi instituído oficialmente na estrutura da Agepen em dezembro de 2017 e representa força de reação da instituição, com servidores altamente treinados.

Publicado por: Keila Terezinha Rodrigues Oliveira

Utilizamos cookies para permitir uma melhor experiência em nosso website e para nos ajudar a compreender quais informações são mais úteis e relevantes para você. Por isso é importante que você concorde com a política de uso de cookies deste site.