Reeducandas do EPFIIZ recebem informação e ações de beleza

Categoria: Mês da Mulher | Publicado: quarta-feira, março 23, 2016 as 13:37 | Voltar

Campo Grande (MS) - Dando continuidade às atividades do mês da mulher,  custodiadas do Estabelecimento Penal Feminino Irmã Irma Zorzi ( EPFIIZ)  participaram de novas atividades promovidas pela Subsecretaria de Políticas Públicas para Mulheres, em parceria com a Agência Estadual de Administração do Sistema Penitenciário (Agepen).

A ação faz parte do projeto Mulheres em Foco, desenvolvido pelo segundo ano consecutivo no presídio, que tem por objetivo a discussão de temáticas de gênero relacionadas à violência doméstica, empoderamento das mulheres, exploração sexual, preconceito racial/étnico, discriminação homossexual entre outros.

Foi exibido o filme “Que horas ela volta?” que trata da história de uma mulher pernambucana que se muda para São Paulo a fim de dar melhores condições de vida para sua filha, porém tem de deixar a menina no interior do Pernambuco para ser babá de uma criança e morar integralmente na casa dos patrões. Anos depois sua filha decide prestar vestibular em São Paulo e seus patrões a recebem de braços abertos. No entanto, quando a menina deixa de seguir certos protocolos a situação se complica.

A atividade foi desenvolvida pelas representantes da Subsecretaria de Políticas Publicas para Mulheres, Ana Claudia Ledesma, Janaina Saraiva de Avila e Neuza Nunes, alem da participação da advogada Helena Henkin como convidada.

A subsecretária Luciana Azambuja trabalha com sua equipe na busca constante de um dialogo aberto em ações voltadas no enfrentamento à discriminação e à violência.

Para a diretora do EPFIIZ,  Mari Jane Boleti Carrilho, o  “Mulheres em Foco” abre um leque de discussão entre as custodiadas e a equipe da Subsecretaria dentro de uma roda de conversa, trocando experiências e aumentando o grau de percepção das temáticas apresentadas. "Essa troca de vivencia é muito positiva para a valorização da mulher em situação de prisão", afirma a dirigente.

O projeto abrange alem do Presídio Feminino, Casas de Abrigo e UNEI Feminina.

Cuidados com a beleza

IMG_8937

As internas também receberam uma atenção especial à beleza, com cortes de cabelo oferecidos, gratuitamente, pela equipe do “Salão de Beleza Fulanas”.

Conforme o cabeleireiro João Paulo de Souza, a equipe do salão desenvolve essa ação em  outros lugares. "Desta vez presídio feminino da capital foi o escolhido", informou.

Segundo a psicóloga do EPFIIZ, Rosane Massaroto Miguel, responsável por organizar a ação, 30 internas foram contempladas.

Colaborou Kamila Sanches, servidora penitenciária do EPFIIZ.

Publicado por: Keila Terezinha Rodrigues Oliveira

Utilizamos cookies para permitir uma melhor experiência em nosso website e para nos ajudar a compreender quais informações são mais úteis e relevantes para você. Por isso é importante que você concorde com a política de uso de cookies deste site.