Internos do semiaberto de Dourados recebem cursos de qualificação em horticultura e orçamento familiar

Categoria: Ressocialização | Publicado: quarta-feira, agosto 12, 2015 as 10:12 | Voltar

Dourados (MS) – Por meio de parceria entre e a Agência Estadual de Administração do Sistema Penitenciário (Agepen), Sindicato Rural de Dourados e o Serviço Nacional de Aprendizagem Rural (Senar), detentos do Estabelecimento Penal Masculino de Regimes Semiaberto e Aberto de Dourados (EPMRSA-D) estão recebendo qualificações que ensinam desde como controlar o orçamento doméstico à prática da horticultura como meio profissional.

As capacitações fazem parte do projeto “Efeitos do Trabalho na Ressocialização dos reeducandos do EPMRSA-D”, coordenado pela assistente social da Agepen, Gislaine de Souza Fonseca Schveiger. Segundo a coordenadora, “a iniciativa visa à reinserção dos internos no meio social, de forma educativa e produtiva, com resgate da dignidade”.

Nesta semana, 30 custodiados estão sendo qualificados no curso de “Olericultura: Implantação e Manejo Básico de Horta”. Com 24 horas/ aula, a capacitação está dividida em duas turmas de 15 alunos, sendo uma no período matutino e a outra no vespertino. A iniciativa recebeu nesta quarta-feira (12) a visita do promotor de Justiça Juliano Albuquerque.

Horta semiaberto Dourados (3)

A olericultura é o ramo da horticultura que abrange a exploração de um grande número de espécie de plantas, comumente conhecidas como hortaliças e que engloba culturas folhosas, raízes, bulbos, tubérculos e frutos diversos. Durante o curso, os reeducandos aprendem a preparar do solo para a plantação, adubação, poda, irrigação, implantação de sombrites ou estufas, cuidado com pragas e doenças, colheita e comercialização.

Na semana passada, outros 40 reclusos participaram do curso “Educação para O Consumo – Família, Qualidade de Vida e Controle de Orçamento Familiar”. A capacitação do Senar teve carga horária de 24 horas/aula e abordou, além do foco no controle do orçamento familiar, a qualidade de vida voltada para a saúde mental, ambiental e social, além do bom convívio social e a preocupação com os recursos naturais.

Curso Semiaberto Dourados Orçamento Familiar

De acordo com o diretor do presídio, Rogelio Vasques Vieira , essa qualificação, apesar de não ser profissionalizante, foi muito importante para a unidade prisional, pois teve por objetivo proporcionar a melhoria na convivência entre os internos, com os seus familiares e, até mesmo, com os servidores. “Trabalha a construção de conhecimentos solidários, a autoestima e contribui a torná-los conscientes de seus valores para desenvolvimento de atividades lícitas”, destaca o dirigente.

Os cursos realizados no semiaberto de Dourados,  conforme o diretor-presidente da Agepen, Ailton Stropa Garcia, demonstram o que o Sistema Penitenciário de Mato Grosso do Sul, por meio dos seus servidores, está preocupado em buscar alternativas que insiram os reeducandos na sociedade e reduzam a reincidência criminal, beneficiando, assim, a toda a sociedade.

Segundo Stropa, foram capacitados profissionalmente, aproximadamente, 300 detentos no primeiro semestre deste ano e estão previstas mais 500 vagas até dezembro em presídios do Estado.

Colaborou Rangel Schveiger, agente penitenciário do EPMRSA-D.

Publicado por: Keila Terezinha Rodrigues Oliveira

Utilizamos cookies para permitir uma melhor experiência em nosso website e para nos ajudar a compreender quais informações são mais úteis e relevantes para você. Por isso é importante que você concorde com a política de uso de cookies deste site.