MSF divulga relatório de atividades em presídios de Corumbá e destaca ação integrada

Categoria: Covid-19 | Publicado: sexta-feira, novembro 27, 2020 as 09:45 | Voltar

Após ação integrada nos estabelecimentos penais masculino e feminino de Corumbá, a equipe de Médicos Sem Fronteiras (MSF) divulgou relatório correspondente às atividades desenvolvidas com foco no combate e prevenção à pandemia da Covid-19. Os trabalhos foram desenvolvidos com apoio da Secretaria de Estado de Saúde (SES) e Agência Estadual de Administração do Sistema Penitenciário (Agepen).

"Os resultados obtidos são apenas uma das provas da brilhante colaboração entre os diferentes departamentos. Esperamos que a parceria se fortaleça  para que continue olhando pelo bem do acesso à saúde da população de Corumbá, sobretudo dos membros mais vulneráveis da sociedade", destacou a coordenadora do projeto do MSF Brasil em Corumbá, Irene Huertas Martín, reforçando que, além da descrição das atividades desenvolvidas, no relatório constam, ainda, algumas orientações a serem mantidas nas unidades prisionais.

Segundo a coordenadora, a estratégia médica foi focada em dois objetivos específicos:  fornecer serviços gratuitos de atenção à saúde curativa e preventiva à prisão masculina na questão do COVID-19, incluindo identificação de casos suspeitos, gestão de fluxo e orientação médica, primeiros socorros psicológicos, recomendações de água e saneamento e implementação de medidas de prevenção e controle de infecção (PCI); e ao, mesmo tempo, em colaboração com o departamento de doenças infecciosas da equipe local,  intervenção através da detecção precoce e tratamento de doenças infecciosas vigiadas (HIV/TB/HBV/HCV/Sífilis).

As atividades de MSF nos centros penais de Corumbá foram organizadas dentro de algumas prioridades, entre elas consulta médica focada em COVID-19, envolvendo gerenciamento de casos em pacientes vulneráveis com comorbidades;  treinamento aos detentos voluntários responsáveis pela assistência à saúde na prisão, para melhorar prontamente a detecção e o acompanhamento de todos os casos suspeitos; e  triagem e mapeamento dos detentos com maior risco de Covid-19 grave: hipertensão, diabetes, obesidade, doença respiratória crônica.

Além disso, os trabalhos estiveram voltados à prevenção da transmissão de COVID-19, com treinamento de prevenção e controle de infecção (PCI); distribuição de kits de higiene e limpeza; atividades de Promoção da Saúde; e gestão de fluxo de pessoas e objetos. Foram realizados, ainda, rastreio e tratamento de doenças infecciosas na Prisão Masculina: HIV, Sífilis, hepatites e Tuberculose, e teste de triagem para todos os presos.

Outra abordagem foi o apoio à Saúde Mental nas prisões masculina e feminina; primeiros socorros psicológicos para os prisioneiros, com apoio psicológico aos colaboradores e encaminhamento ao CEREST (Centro de Referência em Saúde Ocupacional); aconselhamento para resultado positivo nos testes de doenças infecciosas, e mapeamento do sistema de saúde mental para encaminhamentos.

Após a atuação do MSF, a Secretaria de Estado de Saúde concluiu processo seletivo de funcionários para a implantação de uma equipe médica, do seu quadro funcional, para atender especificamente às unidades prisionais de Corumbá.

Publicado por: imprensaagepen

Utilizamos cookies para permitir uma melhor experiência em nosso website e para nos ajudar a compreender quais informações são mais úteis e relevantes para você. Por isso é importante que você concorde com a política de uso de cookies deste site.