Na busca por aperfeiçoamento, servidores da Agepen se capacitam em Gestão de Crises e Técnicas de Negociação  

Categoria: Capacitação | Publicado: sexta-feira, novembro 5, 2021 as 16:00 | Voltar

Treinamento de alto nível está sendo ministrado aos servidores da Agência Estadual de Administração do Sistema Penitenciário (Agepen), no município de Dourados. A abertura do Curso de Gestão de Crises e Técnicas de Negociação foi realizada, nesta sexta-feira (5.11), e marca as atividades presenciais da capacitação, que prosseguirão até o dia 7.

O servidor Odair de Oliveira saiu da capital para participar do curso motivado pela busca do conhecimento. “A crise acontece no momento que menos se espera, e dentro do sistema prisional estar preparado para encarar esses momentos de dificuldade é essencial”, frisou o servidor que atua no Instituto Penal de Campo Grande.

Já a servidora Maria Barros, que atua como chefe de Disciplina no Estabelecimento Penal de Rio Brilhante, reforça que o aprendizado contribuirá para que seu trabalho seja mais eficiente. "Dentro do sistema feminino enfrentamos várias crises, muitas vezes pequenas, do dia a dia, mas que exigem preparo, então pretendo me especializar um pouco mais", declara.

Com carga horária de 40 horas, os participantes já concluíram a atividade diagnóstica, com 10 horas aula, realizada de forma remota. Ao todo, 41 profissionais da Agepen que atuam em diversos municípios do estado estão sendo qualificados, além de representantes de outras forças de segurança.

O diretor-presidente da Agepen, Aud de Oliveira Chaves, destacou a relevância do treinamento e deixou uma mensagem de encorajamento aos profissionais. “O servidor penitenciário precisa estar o tempo todo atento com as diferentes situações que ocorrem dentro dos presídios e esse curso vem para agregar muito, então aproveitem, se dediquem e absorvam o máximo das instruções recebidas”, enfatizou.

A abertura do curso foi realizada nesta sexta-feira, em Dourados, e contou com a presença da direção da Agepen.

Organizado pela Escola Penitenciária (Espen), com apoio da Penitenciária Estadual de Dourados (PED), o curso tem como foco propiciar aos servidores um treinamento efetivo e eficaz para gerenciar crises e desenvolver técnicas de negociação no Sistema Prisional.

Conforme o diretor da Espen, Vilson Guedes, nesta fase de transição que a carreira penitenciária se encontra, o aperfeiçoamento é essencial. “Apesar da existência da pandemia, a Escola superou as dificuldades e veio com uma gama de cursos este ano, como por exemplo, a formação de novos agentes e as edições do CAVE, tudo com foco na excelência dos serviços”, afirmou, agradecendo a parceria de todos os envolvidos.

A capacitação também visa proporcionar aos profissionais conhecimentos e habilidades necessários para o desempenho das novas atribuições, ante a necessidade de a instituição estar preparada para sua própria e total gestão, em todas as suas áreas de atuação.

O agente Marcus Pompeu revela que abraçou a oportunidade priorizando o aprimoramento das atividades rumo à Polícia Penal. “Essa capacitação é bem direcionada para o nosso dia a dia e será de grande valia o conhecimento adquirido aqui”, afirmou o servidor lotado na Penitenciária Estadual de Dourados.

O objetivo é qualificar o aluno a implantar ou implementar os planos de doutrinas de gerenciamento de grises e desenvolvimento de técnicas de negociação. Entre as disciplinas envolvidas estão: Planejamento; Técnicas de Escuta Ativa; Sobrevivência do Refém; Papel Tático do Negociador; Indicadores de Alto Risco em Negociação de Crises; Tomada de Decisões, entre outros.

Aud ao lado dos instrutores do curso.

Durante a abertura, o instrutor do curso, Johnny Mascarenhas de Queirós, ressaltou que o treinamento foi adaptado especificamente para o sistema prisional. “A característica desse ramo da segurança pública é diferente, nosso intuito é fazer uma troca de informações com os operacionais que aqui estão e nos colocamos à disposição no que precisarem”, reforçou Johnny, que é especialista em Gerenciamento de Crises e Negociação de Reféns pelo Departamento Federal de Investigação Norte-americano (FBI).

As aulas contam com os instrutores auxiliares, o servidor penitenciário no estado de São Paulo, Alex Cesar Andrade; e as servidoras da Agepen/MS, Dilma Colman Delban e Marilene da Silva Souza.

O diretor da PED, Antônio José dos Santos, agradeceu a iniciativa das servidoras que contribuíram para trazer a capacitação de São Paulo para o município e ressaltou o apoio que sempre ofereceu para a concretização da ideia. “Tive a felicidade de me capacitar também, só temos a ganhar com novos conhecimentos”, concluiu.

Também estiveram presentes o diretor de Operações da Agepen, Acir Rodrigues; a delegada regional de Dourados, Roseli Dolor Galego; a comandante da Guarda Municipal de Dourados; Liliane Graziele Cespedes de Souza Nascimento; entre outras autoridades.

Texto: Tatyane Santinoni e Keila Oliveira.

Fotos: Keila Oliveira.

Publicado por: Tatyane Oliveira Santinoni

Utilizamos cookies para permitir uma melhor experiência em nosso website e para nos ajudar a compreender quais informações são mais úteis e relevantes para você. Por isso é importante que você concorde com a política de uso de cookies deste site.