Na Máxima, agentes apreendem 15 celulares e 65 porções de drogas escondidos em paredes de banheiros

Categoria: Geral | Publicado: quinta-feira, agosto 27, 2015 as 16:35 | Voltar

Campo Grande (MS) – Agentes penitenciários do Estado são eficientes no trabalho desenvolvido, com ações rotineiras de revistas em visitantes, operações pente-fino e averiguação no interior e aos redores dos presídios, no sentido de dificultar o uso de drogas, celulares entre outros materiais e equipamentos proibidos.

Nessa quarta-feira (26), no Estabelecimento Penal de Jair Ferreira de Carvalho (EPJFC), o Segurança Máxima da Capital, os servidores flagraram, durante a revista geral no pavilhão 2,  15 celulares, sete chip, três roteadores, dois cartões de memória e uma balança. Os equipamentos estavam escondidos em um buraco na parede do banheiro no saguão da galeria “A”.

Na mesma galeria, os agentes também apreenderam em outro banheiro  34 porções de maconha, totalizando 5,2 kg , e 31 porções de cocaína, com 1,2 kg no total. Os entorpecentes também estavam escondidos em um buraco na parede.

Apesar de não ter sido possível identificar os culpados, a direção do presídio abriu procedimento para as devidas apurações.

Segundo o diretor-presidente, da Agência Estadual de Administração do Sistema Penitenciário (Agepen), Ailton Stropa Garcia, as apreensões demonstram que a instituição vem adotando várias medidas para que os agentes realizem com sucesso os trabalhos de interceptação de materiais ilícitos nos presídios.

Publicado por: imprensaagepen

Utilizamos cookies para permitir uma melhor experiência em nosso website e para nos ajudar a compreender quais informações são mais úteis e relevantes para você. Por isso é importante que você concorde com a política de uso de cookies deste site.