No EPFIIZ, policiais penais interceptam droga escondida em pertence levado por advogada

Categoria: Segurança Pública | Publicado: quarta-feira, janeiro 5, 2022 as 13:25 | Voltar

Na manhã desta quarta-feira (5.1), policiais penais flagraram uma advogada tentando passar pela revista de pertences no Estabelecimento Penal Feminino “Irmã Irma Zorzi”, em Campo Grande, com "selos" que parecem ser de LSD. O entorpecente estava escondido em uma calça jeans que seria entregue para uma interna da unidade prisional.

O flagrante ocorreu por volta das 10h45, sendo localizados dois "pequenos selos” em um dos bolsos da calça. O material foi encaminhado para Delegacia de Polícia Civil especializada para análise e a advogada conduzida para registro do flagrante. A direção do presídio comunicou a Ordem dos Advogados do Brasil - Seccional Mato Grosso do Sul (OAB/MS) para acompanhamento da ocorrência .

Um flagrante semelhante foi realizado em novembro do ano passado, quando um advogado foi detido com 633 selos de LSD, que estavam costurados nos cós de uma calça. Outra ocorrência com advogado no EPFIIZ foi registrada no mês de março, quando entorpecentes foram encontrados escondidos em potes de desodorantes, com nove invólucros contendo maconha e cocaína. Já em setembro de 2020, policiais penais do presídio identificaram um advogado tentando entregar porções de maconha escondidas dentro de um tubo de creme dental.

Publicado por: Keila Terezinha Rodrigues Oliveira

Utilizamos cookies para permitir uma melhor experiência em nosso website e para nos ajudar a compreender quais informações são mais úteis e relevantes para você. Por isso é importante que você concorde com a política de uso de cookies deste site.