Em apenas dois meses, 65,9% das detentas foram qualificadas no presídio de Rio Brilhante

Categoria: Profissionalização | Publicado: quinta-feira, setembro 28, 2017 as 07:22 | Voltar

Rio Brilhante (MS) – O Estabelecimento Penal Feminino de Rio Brilhante (EPFRB) está finalizando o bimestre agosto/setembro com um total de  60 reeducandas capacitadas, o que representa 65,9% do total de custodiadas no local. Os números expressivos, apresentados pela direção do presídio, são resultado de parceria entre a Agência Estadual de Administração do Sistema Penitenciário (Agepen) e o Serviço Nacional de Aprendizagem Rural (Senar).

O objetivo das qualificações foi promover a capacitação profissional das reeducandas e criar oportunidades para que possam ingressar no mercado de trabalho quando conquistarem a liberdade. Além disso, contribuiu para uma formação cidadã, agregando conhecimentos que poderão ser utilizados dentro do próprio ambiente prisional.

Conforme a diretora do EPFRB, Lígia Maria Asato Dorta, o aprendizado de novas técnicas durante o cumprimento de pena é essencial para a reintegração das custodiadas na sociedade. “Além do mais, os ensinamentos proporcionam novas possibilidades de atividade produtiva fora do presídio”, ressaltou.

Capacitada em curso de “Relações Interpessoais”, uma das reeducandas destacou que os cursos influenciam diretamente no bom comportamento. “Escolhi para aprimorar o meu relacionamento dentro de ambientes considerados hostis, como é o caso do presídio, e tenho certeza que fiz uma boa escolha”, declarou. Além do aprendizado, as internas participantes receberam remição da pena, conforme estabelece a Lei de Execução Penal.

Outra detenta qualificada no  curso de “Noções de Primeiros Socorros” enfatizou a melhoria na qualidade de vida que o conhecimento proporciona, principalmente no caso dela que sofre de epilepsia . “Devido à doença, às vezes ainda tenho ataques de convulsões, e esse curso pôde orientar as minhas companheiras de cela para me ajudarem quando eu passar por alguma crise”, afirmou a interna.

As ações realizadas dentro das unidades penais do estado em benefício dos custodiados, segundo o diretor-presidente da Agepen, Aud de Oliveira Chaves, são possíveis graças ao empenho de toda a equipe de servidores e das instituições parceiras. “Ficamos satisfeitos em ver que os esforços estão tendo resultados positivos e a nossa meta é sempre inovar as parcerias e buscar incentivar as mudanças no futuro dos custodiados”, garante o dirigente.

Os cursos de qualificação profissional ofertados a custodiados da Agepen são coordenados pela Diretoria de Assistência Penitenciária, por meio da Divisão de Educação. A organização dos cursos no presídio feminino de Rio Brilhante foi realizada pelos setores Psicossocial e do Trabalho , juntamente com o Senar, além da colaboração da equipe de servidores da área de Segurança e Custódia da unidade.

Texto: Tatyane Santinoni e Keila Oliveira.

Publicado por: imprensaagepen

Utilizamos cookies para permitir uma melhor experiência em nosso website e para nos ajudar a compreender quais informações são mais úteis e relevantes para você. Por isso é importante que você concorde com a política de uso de cookies deste site.