Parcerias da Agepen levam informação e conscientização a reeducandos por meio de palestras

Categoria: Geral | Publicado: terça-feira, junho 9, 2015 as 15:25 | Voltar

Campo Grande (MS) – Enfocando temáticas atuais e relevantes à população carcerária, a Agência Estadual de Administração do Sistema Penitenciário (Agepen) têm promovido constantemente palestras educativas nos presídios do Estado por meio de parcerias. A intenção é levar informação e conscientização aos custodiados, com foco na reinserção social e não-reincidência no crime.

Dentro desse contexto, o Estabelecimento Penal Feminino de Três Lagoas (EPFTL) realizou na última semana, em parceria com a Universidade Federal de Mato Grosso do Sul (UFMS), uma palestra sobre o Exame Nacional do Ensino Médio (Enem).

Palestra_enem_epftl

Internas do EPFTL receberam informações sobre o Enem.

O assunto foi apresentado por acadêmicos e voluntários no projeto autônomo de divulgação da importância do exame para as pessoas que têm intenção de dar continuidade aos seus estudos. Entre as informações repassadas, foram detalhados como funcionam o Sistema de Seleção Unificada (Sisu)  e o Fundo de Financiamento Estudantil (Fies), abordando qual a necessidade do Enem nesse processo.

Durante a apresentação, a diretora do EPFTL, Leonice Miranda Rocha Guarini, destacou que o exame é realizado todos os anos na unidade o Enem Prisional (voltado especificamente à população carcerária), com participação significativa das internas. “Também dispomos aqui de uma biblioteca, onde elas têm acesso a vários livros e podem estudar para as provas”, comentou.

Em Rio Brilhante (foto principal), no presídio feminino de regime fechado, o assunto abordado junto às detentas, na semana passada, foi “Antitabagismo” . A palestra foi realizada em parceria com a Secretaria Municipal de Saúde, e ministrada pela psicóloga Denise Mafissoni Alessio.

A intenção foi esclarecer quanto aos danos que o fumo causa e tratamentos para auxiliar no processo de abstinência do cigarro. “Todas as internas que são viciadas estão sem fumar há pelo menos 15 dias, e não houve indisciplina por parte delas em decorrência da suspensão, pelo contrario, os familiares visitantes apoiaram e elogiaram a iniciativa”, informou a diretora do EPFRB em exercício, Rita de Cássia Alves da Cunha, esclarecendo que o juiz da Comarca, Jorge Tadashi Kuramoto, determinou a proibição da entrada de cigarro no presídio.

Palestra RB5

No EPFRB, internas receberam informações sobre danos causados pelo tabagismo e tratamentos disponíveis.

“Drogas, crimes e sonhos” foi o tema ministrado pelo agente da Policia Federal Rodrigo Salineiro aos internos do Instituto Penal de Campo Grande (IPCG) que fazem parte do Grupo Recomeçar, projeto da Agepen que trabalha o combate à drogadição junto a custodiados no local.

O evento teve como enfoque aspectos motivacionais, prevenção e superação ao uso de drogas e contou também com a participação do Diretor de Assistência Penitenciária, Gilson de Assis Martins; da chefe da Divisão de Promoção Social, Alessandra Siqueira dos Santos e do diretor do IPCG, Fúlvio Ramires da Silva, além de servidores da unidade e de outros estabelecimentos prisionais da Capital.

palestra_pf_ipcg

Diretores e servidores penitenciários prestigiaram a palestra no IPCG.

Além de ministrar a palestra, o agente da Polícia Federal conheceu o funcionamento do Projeto Recomeçar.  As psicólogas do Instituto Penal, Fernanda de Melo Rosa e Tânia Regina Verão Hardem, explicaram como o trabalho é desenvolvido há três anos no estabelecimento prisional, com atividades voltadas para o tratamento e enfrentamento da dependência química.

O diretor-presidente da Agepen, Ailton Stropa Garcia, considera necessária essa interação com a sociedade, seja por meio de instituições, empresas ou voluntários, que vão até o presídio compartilhar conhecimento e levar informações pertinentes a uma vida longe da criminalidade. Segundo ele, a iniciativa de parceiros em oferecer palestras ou treinamentos aos custodiados é muito importante para que o sistema penitenciário ofereça condições de promover a efetiva ressocialização dos apenados.

Publicado por: imprensaagepen

Utilizamos cookies para permitir uma melhor experiência em nosso website e para nos ajudar a compreender quais informações são mais úteis e relevantes para você. Por isso é importante que você concorde com a política de uso de cookies deste site.