Reeducandos que prestam serviços à Prefeitura de Ladário recebem palestra sobre ética, postura no trabalho e motivação

Categoria: Capacitação | Publicado: quarta-feira, julho 31, 2019 as 11:31 | Voltar

Corumbá (MS) – Homens e mulheres em cumprimento de pena nos regimes semiaberto, aberto e em livramento condicional de Corumbá, que prestam serviços à Prefeitura de Ladário, na limpeza urbana, participaram de palestra sobre Ética, Postura no Trabalho e Motivação. A apresentação foi ministrada pelo secretário de Assistência Social de Ladário, Alexandre Ramos Ohara.

Ao todo, 31 reeducandos atuam através do convênio entre a Agência Estadual de Administração do Sistema Penitenciário (Agepen) e a Prefeitura de Ladário.

Essas reuniões são realizadas mensalmente no Patronato Penitenciário de Corumbá e com todos os colaboradores para saberem como estão, orientar e incentivar a continuarem estudando e fazendo as formações do Centro de Referência de Assistência Social (CRAS).

Presente no evento, a conselheira municipal de Assistência Social, Denise Aparecida Ferraz Silva Castelo reforçou que o programa objetiva a inserção e transformação de vidas “ Buscamos incentivar e levar muita esperança para eles, e percebemos com esta parceria que muitos seguem no caminho do bem e resolvem estudar e trabalhar honestamente.

É o que garante a sentenciada Kerllen Andrade Benevides. Há quatro meses trabalhando por meio do convênio, ela afirma que trabalho trouxe dignidade e a chance de uma nova vida. “Cada dia que passa estou aprendendo mais e me tornando uma pessoa melhor. Me sinto integrada, não é por que sou uma ex-presidiária que não posso estar no meio de outras pessoas, sou tratada de igual para igual”, comenta.

Atualmente monitorada por tornozeleira eletrônica, Kerllen comenta que, além do trabalho, a busca pelo conhecimento está sendo essencial neste processo.  “Meu objetivo agora é no ano que vem fazer uma faculdade e estou fazendo vários cursos”, revela, destacando que ganhou uma bolsa de estudos. Ela e outros cinco custodiados pela Agepen, que também atuam na Secretaria De Assistência Social, participaram, ainda, de uma qualificação sobre "o papel do profissional dentro da Assistência Social", ministrado aos servidores da instituição.

A monitorada acredita que sem estas oportunidades o ciclo da criminalidade não é quebrado. “Se não for assim, aquilo tudo que vivemos lá atrás continuaremos vivendo”, complementa, agradecendo o empenho do Patronato Penitenciário de Corumbá por proporcionar estas oportunidades, bem como a equipe da Secretaria de Assistência Social de Ladário por contribuírem para “todas as vitórias do seu dia a dia”.

Para a diretora do Patronato de Corumbá, Giselle da Silva Marques de Barros, o exemplo de Kerllen, assim como de outros sentenciados atendidos pela unidade da Agepen, é muito gratificante. “É importante obtermos resultados positivos na inserção social e laboral. Esse é o nosso trabalho, essa é nossa missão", finaliza.

Frentes de ocupação laboral a custodiados pela Agepen são coordenadas pela Divisão do Trabalho. Além do fator social de contribuir com a redução da reincidência criminal, a instituição ou empresa que dá oportunidade de trabalho a reeducandos tem custos reduzidos em cerca de 50% com encargos trabalhistas. Quem tiver interesse em mais informações sobre a contratação de mão de obra prisional, o contato pode ser feito pelo telefone: (67) 3901-1046 ou pelo e-mail: trabalho@agepen.ms.gov.br.

Texto: Tatyane Santinoni e Keila Oliveira.

Fotos: Divulgação.

 

Publicado por: Keila Terezinha Rodrigues Oliveira

Utilizamos cookies para permitir uma melhor experiência em nosso website e para nos ajudar a compreender quais informações são mais úteis e relevantes para você. Por isso é importante que você concorde com a política de uso de cookies deste site.