Secretário de Segurança vistoria novos presídios do Complexo da Gameleira

Categoria: Segurança Pública | Publicado: quarta-feira, maio 18, 2016 as 09:50 | Voltar

Campo Grande (MS) – O secretário de Estado de Justiça e Segurança Pública, José Carlos Barbosa, acompanhado do diretor-presidente da Agência Estadual de Administração do Sistema Penitenciário (Agepen), Ailton Stropa, do superintendente de Políticas Penitenciárias, Rafael Garcia e do engenheiro da Agência Estadual de Gestão de Empreendimentos (Agesul), Humberto Higa, vistoriaram, na manhã dessa terça-feira (17), as obras dos dois novos presídios masculinos que estão sendo erguidos no Complexo da Gameleira, em Campo Grande.

Com investimentos de aproximadamente R$ 37,7 milhões em recursos do Ministério da Justiça, com contrapartida do Governo do Estado, as duas novas unidades penais terão capacidade para 1.206 presos, sendo 603 homens em cada uma. “Viemos aqui para acompanhar o andamento das duas obras e também para cobrar celeridade das construtoras que estão executando os serviços”, explicou o secretário José Carlos Barbosa.

Modernas, amplas e muito seguras as novas unidades penais representam, segundo Ailton Stropa Garcia, diretor-presidente da Agepen, um grande passo para a redução do déficit carcerário em Mato Grosso do Sul. “É uma necessidade urgente, pois cada vez mais o sistema agrega presos e para agilizar o processo nós vamos antecipar a licitação dos móveis, para que tão logo as obras estejam prontas, o mobiliário já esteja comprado e possamos fazer a  ocupação imediata dos presídios, desafogando assim as outras unidades prisionais”, frisa.

_MG_0293 copiar

Mais agentes

O secretário José Carlos Barbosa, também lembrou durante a visita, da contratação de mais 438 servidores penitenciários, por meio do concurso público que está em andamento, sendo que a prova escrita já foi realizada e agora segue agora para as próximas fases (exame psicotécnico, investigação social, teste físico, exames médicos, etc), visando suprir a demanda reprimida do sistema, bem como, atender os novos presídios.

Texto: Regiane Ribeiro, da Sejusp.

Publicado por: Keila Terezinha Rodrigues Oliveira

Utilizamos cookies para permitir uma melhor experiência em nosso website e para nos ajudar a compreender quais informações são mais úteis e relevantes para você. Por isso é importante que você concorde com a política de uso de cookies deste site.