Servidores da Agepen impedem acesso aos internos de materiais ilícitos em presídios de Dourados e Rio Brilhante

Categoria: Sistema Penitenciário | Publicado: terça-feira, março 22, 2022 as 08:39 | Voltar

Na PED, os ilícitos estavam camuflados em garrafas pet sujas com barro.

Na Penitenciária Estadual de Dourados (PED), servidores da Agência Estadual de Administração do Sistema Penitenciário (Agepen) interceptaram diversos materiais ilícitos, arremessados pela muralha. Os objetos foram encontrados camuflados dentro de três garrafas pet envoltas de fitas e sujas com barro.

Ao todo, foram interceptados cerca de 2,6 kg de substância análoga à maconha, além de três celulares, três carregadores, dois pendrives, três fones de ouvido, cabo USB, cartão de memória e dezenas de adaptadores.

O flagrante aconteceu na noite do último domingo (20.3), por volta das 22h, onde uma servidora penitenciária que vigiava a torre avistou os invólucros suspeitos próximos à horta da unidade. Imediatamente foi acionada a equipe de plantão, que interceptou os ilícitos.

Os materiais apreendidos foram encaminhados à Delegacia de Polícia Civil de Dourados para registro de ocorrência e providências cabíveis.

Em Rio Brilhante, foram interceptados celulares e carregadores.

Rio Brilhante

O olhar atento dos servidores do Estabelecimento Penal de Rio Brilhante também impediu o acesso dos internos a produtos proibidos.

Durante revista de rotina pelo pátio da unidade penal, foi localizado um invólucro próximo ao alojamento masculino. Ao todo, foram encontrados quatro aparelhos celulares e cinco carregadores.

O flagrante aconteceu no último sábado (19.3), por volta das 11h, e foram encaminhados ao setor responsável para providências cabíveis.

Publicado por: Tatyane Oliveira Santinoni

Utilizamos cookies para permitir uma melhor experiência em nosso website e para nos ajudar a compreender quais informações são mais úteis e relevantes para você. Por isso é importante que você concorde com a política de uso de cookies deste site.