Servidores da Agepen participam da capacitação “Imersão Inteligência Emocional – Método EVO”

Categoria: Capacitação | Publicado: segunda-feira, fevereiro 10, 2020 as 14:10 | Voltar

Campo Grande (MS) – Servidores da Agência Estadual de Administração de Sistema Penitenciário (Agepen) participaram da capacitação "Imersão Inteligência Emocional - Método EVO”, realizada pelo especialista e coach Márcio Micheli, que se baseia na metodologia de eliminar consequências emocionais atuais de experiências do passado e de projeções equivocadas do futuro, que impedem a pessoa de alcançar a alta performance nas diferentes áreas da sua vida, inclusive a profissional.

O curso foi realizado neste último final de semana (sexta, sábado e domingo),  em Campo Grande, e do dia 24 a 26 de janeiro, em Dourados, envolvendo a participação de vários servidores penitenciários, cujas vagas foram oferecidas, gratuitamente, pelo Departamento Penitenciário Nacional (Depen).

Julio viajou mais de 400 km para participar.

O policial penal Júlio Cesar Pascoal viajou mais de 400 km para participar do Imersão na capital. Lotado no Estabelecimento Penal Cassilândia, ele classificou como “muito proveitoso” o encontro. “Vou levar algumas coisas que poderei usar no trabalho, como ter mais atenção nos relacionamentos interpessoais e ter maior controle emocional e mais paciência. Valeu a pena!”, afirmou Júlio, que atua há 15 anos no sistema prisional.

Para a servidora Cleuza Barbosa de Oliveira, que há cerca de 10 anos trabalha na Agepen, é muito interessante tanto para o trabalho como para a vida pessoal. “Todo servidor deveria participar, pois trabalhamos com um público muito difícil e acabamos levando algumas mágoas até para o nosso lar e, a partir do que aprendemos, iremos nos esforçar para não alimentarmos este sentimento, sabermos separar melhor, não deixar essa dor nos atingir. É possível deixar o passado e ter novas experiências no futuro”, declarou Cleuza, que participou da capacitação junto com outras servidoras do Estabelecimento Penal Feminino “Irmã Irma Zorzi”, unidade em que está lotada.

Cleuza (na ponta direita) com a equipe do EPFIIZ.

Na opinião do chefe de gabinete da Agepen, Valdimir Ayala Castro, que também esteve presente nos três dias do encontro na capital, muitas das técnicas apresentadas contribuem para a formulação de projetos e projeções que poderão contribuir com o desenvolvimento dos trabalhos da Instituição. “Nos motiva a ser mais proativo,  planejar e executar”, destacou.

O diretor-presidente da Agepen, Aud de Oliveira Chaves, agradeceu ao Departamento Penitenciário Nacional por oportunizar que os servidores penitenciários não necessitassem arcar com os custos da capacitação que, segundo ele, reflete positivamente no ambiente de trabalho. “Seja na motivação pessoal de cada um, seja no relacionamento interpessoal, essencial para o trabalho em equipe, acreditamos que trará resultados positivos”, finalizou.

Publicado por: imprensaagepen

Utilizamos cookies para permitir uma melhor experiência em nosso website e para nos ajudar a compreender quais informações são mais úteis e relevantes para você. Por isso é importante que você concorde com a política de uso de cookies deste site.