Visando evitar desperdícios, Agepen e Sanesul vão combater vazamentos de água em presídios do estado

Categoria: gestão | Publicado: quinta-feira, setembro 1, 2016 as 12:46 | Voltar

Campo Grande (MS) – Com o objetivo de reduzir gastos públicos e impedir desperdícios, a Agência Estadual de Administração do Sistema Penitenciário (Agepen) e a Empresa de Saneamento Básico de Mato Grosso do Sul (Sanesul) querem combater vazamentos de água em estabelecimentos penais de Mato Grosso do Sul.

O assunto foi discutido durante uma reunião realizada nessa quarta-feira (31) entre o diretor-presidente da Agepen, Ailton Stropa Garcia, e o diretor Comercial da Sanesul, Onofre Assis, com a participação, também, do diretor de Assistência Penitenciária da Agepen, Gilson de Assis Martins, que, na ocasião, representou o diretor de Administração e Finanças, Arnold Rosenacker.

No encontro, realizado da sede da Sanesul, na Capital, a direção da agência penitenciária solicitou apoio para que a empresa de abastecimento faça a verificação de vazamentos em pontos não visíveis, em presídios do interior do estado. Trabalho semelhante já vem sendo realizado pela Águas Guariroba, em Campo Grande, e foi feito recentemente pela própria Sanesul em estabelecimentos prisionais de Rio Brilhante.

Segundo Stropa, a estatal fará a identificação desses locais para que os reparos necessários sejam providenciados pela Agepen. “Estamos buscando combater qualquer tipo de desperdício em nossas unidades”, destacou o diretor-presidente, ressaltando que a ação faz parte do programa Governo Consciente, instituído pelo Governo do Estado.

De acordo com o diretor da Sanesul, o trabalho será iniciado, prioritariamente, na Penitenciária Estadual de Dourados, maior unidade prisional do estado, conforme solicitação da Agepen. “Vamos contatar o coordenador do presídio e fazer uma programação para dar início aos trabalhos”, informou Assis.

Campanha Governo Consciente

A campanha Governo Consciente tem por objetivo a conscientização quanto ao consumo de recursos, a exemplo de energia e água. Cotidianamente, se faz necessária a utilização dos recursos nos ambientes de trabalho, recursos estes que, a cada dia, se tornam mais escassos, não apenas a nível de estado ou país, mas a nível mundial. No entanto, é possível uma reavaliação do uso de materiais e do desperdício de água visando à preservação dos bens.

Outro ponto de extrema relevância é a economia de gastos. Por meio da campanha, a receita mensal do Estado poderá ser otimizada e utilizada para diversos outros fins, conforme a necessidade, como a compra ou manutenção de equipamentos.

O Governo do Estado pretende dar o exemplo: incentivar e promover o consumo inteligente a partir dos setores do próprio órgão e, como resultado, espera-se uma maior economia dos recursos de Mato Grosso do Sul, além de uma transformação social.

Com informações  e foto da Assessoria de Comunicação da Sanesul.

 

Publicado por: Keila Terezinha Rodrigues Oliveira

Utilizamos cookies para permitir uma melhor experiência em nosso website e para nos ajudar a compreender quais informações são mais úteis e relevantes para você. Por isso é importante que você concorde com a política de uso de cookies deste site.