Agepen designa novos diretores para o presídio de Jardim e feminino de Corumbá

Categoria: Diário Oficial | Publicado: segunda-feira, agosto 5, 2019 as 09:07 | Voltar

Campo Grande (MS) – O Estabelecimento Penal Masculino "Máximo Romero", em Jardim, está sob nova direção. A designação do agente penitenciário Júlio César Goes da Silva para o cargo foi publicada no Diário Oficial do Estado desta segunda-feira (5.8), com validade a contar a partir da última sexta-feira (2).

Com formação em Psicologia e especialização em Metodologia do Ensino Superior, Júlio César é servidor penitenciário de carreira desde 2005, na área de Segurança e Custódia, e, no momento, atuava nas chefias de segurança, vigilância e disciplina do estabelecimento penal.

Como meta, ele destaca que irá fazer “um trabalho buscando a excelência na custódia de presos, gestão de funcionários e atendimento de pessoas”.

O novo diretor assume em substituição ao agente penitenciário Maycon Roslen de Melo, que deixou o cargo a pedido. Ele estava à frente da unidade prisional desde fevereiro de 2017, tendo realizado, junto com sua equipe, diversas melhorias estruturais na unidade neste período, como a ampliação do sistema de vigilância, implantação de travas elétricas na portaria e reforma da fachada do prédio, entre outras; além de ações de ressocialização voltadas à ocupação laboral e capacitação dos internos.

Corumbá

A agente penitenciária da área de Segurança e Custódia, Elizandra Assis da Silva, assumiu a titularidade do cargo de diretora do Estabelecimento Penal Feminino “Carlos Alberto Jonas Giordano” (EPFCAJG), em Corumbá. Ela já vem ocupando a função há algum tempo, em substituição legal, à agente Anelize Lázaro de Lima, que deixará o cargo a pedido.

Atuando na Agepen há 14 anos, Elizandra sempre trabalhou na unidade penal feminina de Corumbá e é formada em Letras, com pós-graduação em Gestão do Sistema Prisional e Gerenciamento de Crises. "Pretendo dar continuidade no excelente trabalho que já vem sendo realizado na unidade, sempre com foco na ressocialização e capacitação das reeducandas", reforçou.

Publicado por: Keila Terezinha Rodrigues Oliveira

Utilizamos cookies para permitir uma melhor experiência em nosso website e para nos ajudar a compreender quais informações são mais úteis e relevantes para você. Por isso é importante que você concorde com a política de uso de cookies deste site.