Em presídio de Corumbá, ação educativa leva reflexão sobre desigualdade racial e preconceito

Categoria: Educação | Publicado: quarta-feira, novembro 20, 2019 as 06:30 | Voltar

Corumbá (MS) – Como parte do calendário escolar, foi realizado no Estabelecimento Penal Masculino de Corumbá (EPC) o projeto “Consciência Negra”, desenvolvido pela Escola Estadual Polo “Dr. Gabriel Vandoni de Barros”, responsável pelo ensino no local. A ação contou com o apoio da Agência Estadual de Administração do Sistema Penitenciário (Agepen), por meio da direção do presídio.

A iniciativa, promovida na última semana, buscou levar aos alunos a reflexão sobre a desigualdade racial, a luta dos negros contra o preconceito e discriminação. Ao todo, 52 internos que estudam participaram da ação, com apresentação de dança, poesia e teatro alusivos ao tema.

Cartazes com frases para reflexão foram elaborados por detentos que estudam.

Celebrado em 20 de novembro, o Dia da Consciência Negra foi instituído em 1995 para ser um dia de reflexão sobre as questões que envolvem a introdução dos negros na sociedade brasileira.

Segundo o diretor do EPC em substituição legal, Domingos Sávio, o projeto é uma forma de valorizar a cultura. “Parabenizo e valorizo os professores, alunos e responsável pelo setor de educação nesta unidade pelo excelente trabalho que estão sendo executados”, elogiou.

juiz de Direito da 1ª Vara Criminal, André Luiz Monteiro, participou do evento.

Presente no evento, o juiz de Direito da 1ª Vara Criminal, André Luiz Monteiro, também destacou a importância desse trabalho. “Essas ações escolares levam os internos a refletirem sobre possibilidades de portas abertas através dos estudos, enquanto no cumprimento de sua pena, sendo um desafio não só do interno, mas também dos professores e servidores envolvidos nesse processo de inserção”, ressaltou.

Para o assistente social Reginaldo Lescano, o projeto é uma oportunidade de reflexão e reconhecimento histórico e cultural que os negros representam para o país, fator importante no calendário escolar e de aprendizado dos alunos”, disse.

Participaram também do evento os professores da Escola Polo “Dr. Gabriel Vandoni de Barros” e agentes penitenciários.

Colaborou agente Tania A. de Souza – Setor Educação - EPC

Publicado por: imprensaagepen

Utilizamos cookies para permitir uma melhor experiência em nosso website e para nos ajudar a compreender quais informações são mais úteis e relevantes para você. Por isso é importante que você concorde com a política de uso de cookies deste site.