Policial penal imortaliza busca pelo saber e ocupa cadeira da Academia de Letras do Brasil na capital

Categoria: Servidor | Publicado: sexta-feira, fevereiro 11, 2022 as 11:49 | Voltar

As grades e a rotina dentro de unidades penais de Mato Grosso do Sul não interferiram na paixão pela busca constante do saber e de novos conhecimentos. O servidor da Agência Estadual de Administração do Sistema Penitenciário (Agepen), Leoney Martins Duarte Barbosa, acaba de ser empossado como Imortal da Academia de Letras do Brasil, seccional Campo Grande (ALB/CG).

O servidor ocupa a Cadeira nº 4, que tem como Patrono o escritor Paulo Coelho Machado. Orador da turma durante a cerimônia de posse, realizada na noite dessa quinta-feira (10.2), Leoney declarou a importância do pensar, desejando boas-vindas aos novos confrades e confreiras.

Leoney e novos membros ao lado da presidente da ALB/CG, Maria Helena Sarti.

“Neste dia memorável, em que o desígnio nos trouxe a este sodalício, não poderia deixar de refletir, em poucas palavras, sobre a vida, o conhecimento e a sabedoria. Por conseguinte, deste primeiro passo, faço aqui meus votos para que todos nunca deixem a sua busca pessoal. O exercício do pensar, indubitavelmente os fará jamais deixar de existir”, afirmou.

Literatura e filosofia fazem parte do dia a dia do policial penal, que divide as horas livres com a família e amigos.

Após 17 anos na carreira penitenciária, Leoney coleciona diferentes funções dentro do sistema. Já trabalhou como chefe da Divisão de Inteligência, além de chefia de segurança em unidades penais da capital, diretor-adjunto da Gameleira II, assessor da Divisão de Estabelecimentos Penais e da Diretoria de Operações, cargo que ocupa atualmente.

Conforme o diretor-presidente da Agepen, Aud de Oliveira Chaves, o sistema penitenciário do estado é rico de talentos. “Temos servidores com diferentes especializações e habilidades; isto, aliado à proatividade e comprometimento tem elencado Mato Grosso do Sul como destaque em diversas ações”, ressaltou, parabenizando a conquista do servidor.

Leoney é formado em Geografia, com especialização em Tratamento Penal e Administração Penitenciária, já tendo participado de comissões como na criação da lei que instituiu o Comando de Operações Penitenciárias (COPE), em 2017, bem como de estudos estratégicos, promoção de servidores e planejamento ligados a cursos e da regulamentação da Polícia Penal.

Academia de Letras

Ao todo, 14 novos membros reconhecidos por sua contribuição na literatura na Capital foram empossados.

Fundada em 2012, a Academia de Letras do Brasil tem a finalidade de divulgar a cultura literária no município e região, registrar, difundir, preservar e estimular a cultura, a história e as realizações literárias locais; fazer a divulgação de obras e realizações culturais de personalidades nascidas, residentes ou que tenham uma relação estreita com a cidade.

O incentivo e desenvolvimento de atividades culturais e sociais também compõem a finalidade da ALB/CG, bem como, apoiar a criação, ampliação e melhoramento de acervos bibliográficos de bibliotecas locais e, ainda, promover ações integradas de cultura.

Publicado por: Tatyane Oliveira Santinoni

Utilizamos cookies para permitir uma melhor experiência em nosso website e para nos ajudar a compreender quais informações são mais úteis e relevantes para você. Por isso é importante que você concorde com a política de uso de cookies deste site.