Com mais de 600 pneus transformados em brinquedos, Agepen entrega 4º parque de diversões

Categoria: Arte com Pneus | Publicado: quinta-feira, abril 12, 2018 as 08:57 | Voltar

Campo Grande (MS) - Os 170 alunos do Ceinf Novos Estados agora podem aprender brincando no novo parque de pneus, instalado no local por meio de projeto desenvolvido em parceria entre a Agência Estadual de Administração do Sistema Penitenciário (Agepen) e a Secretaria Municipal de Ensino (Semed).

Este é o quarto Centro de Educação Infantil (Ceinfs) atendido pela iniciativa, que utiliza mão de obra de reeducandos da Penitenciária de Segurança Máxima de Campo Grande na confecção dos brinquedos e de internos do Centro Penal Agroindustrial da Gameleira na montagem dos parques. Além da instalação, os reeducandos do regime semiaberto também reformaram brinquedos em metal que já existiam no local e estavam sem condições de uso.

Brinquedos são garantia de diversão para as crianças.

Além da ação social do projeto que reflete diretamente em melhorias para as crianças e para os presos, o "Arte com Pneus" também contribui para o meio ambiente, já que dá destinação sustentável para pneus velhos, que também poderia servir de criadouro para o mosquito Aedes Aegypti.

De acordo com o coordenador do projeto, agente penitenciário Vinícius Saraiva, que junto com o professor Felipe Augusto da Costa Souza idealizou a proposta,  desde o início do trabalho, aproximadamente, 600 pneus velhos foram retirados do meio ambiente para atender à demanda, e cerca de 120 brinquedos produzidos. 

Só no parquinho do Ceinf Novos Estados foram disponibilizadas 15 peças. Além disso, outro montante de pneus foram utilizados para a plantação de uma horta, integrada junto ao parque, para que as atividades lúdicas possam envolver, ao mesmo tempo, brincadeiras e plantação de verduras pelas crianças.

Ceinf conta também com horta feita com os pneus.

Muito colorido e formado por escaladores, triciclos, centopeias, carrinhos e balanços, incluindo um adaptado para crianças com paralisia cerebral, o novo parque, e a horta revitalizada, foram entregues na tarde dessa quarta-feira (11.4).

"O espaço será utilizado para várias outras atividades, já que são as crianças que cuidarão da horta que também utiliza pneus. Vamos aproveitar em várias disciplinas, explorando todos os temas”, destacou a diretora do Ceinf, Isabel Rodrigues Pirré, revelando que desde o ano passado aguardavam ser contemplados pelo projeto.

Leonardo comemorou a entrega do parque ao lado da filha.

Pai de uma aluna do Ceinf Novos Estados, Leonardo dos Santos,   comemorou junto com a filha a inauguração do parque de pneus. "Ela gosta muito de brincar, está se divertindo muito", agradeceu. Sobre a participação dos presos na confecção, Leonardo afirmou que gostou muito de "saber que quem um dia errou está buscando fazer o bem".

O  parquinho é uma ferramenta pedagógica importante para os alunos, segundo a secretária municipal de Educação, Elza Fernandes. "Vem somar ao conteúdo trabalhado em sala de aula", disse. Ela agradeceu o empenho da Agepen em tornar o projeto possível e comentou que outras inciativas estão em estudo. “Não fazemos nada sozinhos. A partir deste projeto surgiram outras parcerias que irão utilizar o trabalho das detentas do presídio feminino e também vamos reativar a marcenaria da secretaria de educação, através dessa parceria”, revelou.

Referência

Desenvolvido em Campo Grande, o "Arte com Pneus" já está servindo de referência para outros municípios e estados brasileiros. Conforme  o coordenador Vinícius, agentes de São Paulo já solicitaram informações detalhadas para que a iniciativa possa ser reproduzida em unidades penais paulistas. "Além disso, outros presídios aqui do estado e prefeituras estão estudando a implantação", informou.

O sucesso da iniciativa é visível também no ambiente prisional, entre os internos, segundo o diretor da Penitenciária de Segurança Máxima, Paulo Godoy.  "É um impacto muito positivo, pois você está dando trabalho e fazendo com que ele se sinta parte deste projeto, onde as crianças são beneficiadas, a natureza é beneficiada e eles se sentem inclusos nesse processo", comentou.

O diretor-presidente da Agepen, Aud de Oliveira Chaves, também destacou o reflexo positivo deste tipo de projeto no sistema prisional.  “Para nós é um prazer enorme vê-los colaborando com a educação, oferecendo mais divertimento para as crianças. Através dessa parceria maravilhosa fazemos com que a sociedade receba os presos com respeito”, afirmou.

Publicado por: Keila Terezinha Rodrigues Oliveira

Utilizamos cookies para permitir uma melhor experiência em nosso website e para nos ajudar a compreender quais informações são mais úteis e relevantes para você. Por isso é importante que você concorde com a política de uso de cookies deste site.