Agente penitenciário leva conscientização sobre consequências da violência e do crime a estudantes

Categoria: Amambai | Publicado: terça-feira, fevereiro 27, 2018 as 06:31 | Voltar

Amambai (MS) – “A semente que se planta hoje poderá render bons frutos no futuro”, é o que defende o agente penitenciário Leôncio Elídio dos Santos Júnior, que participa de um projeto educacional na cidade de Amambai com o objetivo de levar conscientização sobre as consequências da violência e do crime às crianças já nas séries iniciais da rede pública de ensino. A intenção é que a iniciativa possa contribuir, a longo prazo, para a redução da população carcerária em Mato Grosso do Sul.

A ação integra os trabalhos do Mestrado em Desenvolvimento Regional e Sistema Produtivo, da Universidade Estadual de Mato Grosso do Sul (UEMS), sob a coordenação do professor doutor Antônio Deffacci, e conta com o apoio da Agência Estadual de Administração do Sistema Penitenciário (Agepen) e da direção da Penitenciária de Amambai, entre outros parceiros.

Iniciado no ano passado, o ciclo de palestras é realizado pela Secretaria Municipal de Educação de Amambai (SEMED) e aborda vários outros temas relevantes com as crianças, como o meio ambiente e a questão indígena; além do caráter motivacional, que é o principal foco do projeto, relacionando a importância da dedicação aos estudos para a conquista de uma vida mais segura e promissora.

Segundo o agente penitenciário, sua participação atendeu a um convite das coordenadoras do projeto na Semed, Adiles Sarmento Campos, Elda Vasques Aquino e Jucélia Pavão Flores.

“O caminho que vai retirar das prisões é a educação. Se direcionarmos que desde o princípio haja essa consciência educacional, se isso for reforçado nos bancos escolares, acreditamos que, com o tempo, esse trabalho de conscientização irá impactar nas prisões”, argumenta Elídio.

A primeira etapa do ciclo de palestra em escolas de Amambai foi realizada entre os meses de março e setembro do ano passado e envolveu alunos do ensino fundamental regular e do Sistema de Educação de Jovens e Adultos (EJA). Já está em fase de preparação uma nova etapa do projeto.

Texto: Keila Oliveira

Foto: Divulgação.

 

Publicado por: Keila Terezinha Rodrigues Oliveira

Utilizamos cookies para permitir uma melhor experiência em nosso website e para nos ajudar a compreender quais informações são mais úteis e relevantes para você. Por isso é importante que você concorde com a política de uso de cookies deste site.