Servidor da Agepen fala a pesquisadores de todo país em encontro do Depen sobre remição pela leitura

Categoria: Educação | Publicado: quinta-feira, novembro 14, 2019 as 15:20 | Voltar

Brasília (DF) – O servidor da Agência Estadual de Administração do Sistema Penitenciário (Agepen), Miguel Bartiman, participou, no último mês, em Brasília (DF), do I Encontro de Remição pela Leitura, promovido pelo Departamento Penitenciário Nacional (Depen), com a finalidade de fortalecer a prática nos sistemas prisionais do Brasil e para elaborar a Nota Técnica sobre a Remição pela Leitura. O evento reuniu profissionais de várias partes do país que atuam em ações voltadas ao tema.

Com duração de dois dias, o encontro foi organizado pela Diretoria de Políticas Penitenciárias (Dirpp) do Depen com o objetivo de reunir e dialogar com servidores penitenciários, membros das secretarias de educação e pesquisadores vinculados às universidades públicas e Institutos Federais em pareceria com as secretarias estaduais, responsáveis na oferta e execução da remição pela leitura nos estados e no sistema penitenciário federal.

Agente Miguel falou sobre sua experiência com o projeto no IPCG.

O agente penitenciário de Mato Grosso do Sul falou sobre sua atuação no Projeto de Remição pela Leitura no Instituto Penal de Campo Grande, promovido em parceria com a Universidade Federal de Mato Grosso do Sul (UFMS). Miguel é o responsável pelo setor pedagógico do IPCG.

Segundo o Depen, este primeiro encontro quer lançar diretrizes nacionais e fomentar o aparelhamento e criação de espaços pedagógicos qualificados, equipes qualificadas e a doação de material para que os estados consigam iniciar ou aprimorar os projetos que já estão em execução nas unidades prisionais. “Uma elevação no nosso nível de conhecimento no processo de educação no sistema prisional, não só tentando elevar o índice de educação formal, mas fazendo uma atividade pedagógica com qualidade e garantindo os direitos da pessoa presa”, afirma a coordenadora-geral de Cidadania e Alternativas Penais.

 

O estado de Mato Grosso do Sul também teve como representantes as professoras-doutoras Gesilane de O. Maciel Jose, do instituto Federal de Mato Grosso do Sul, e Beatriz Xavier, da UFMS; que atuam em projetos de remição pela leitura em presídios de Campo Grande e Corumbá, respectivamente.

O Depen publicará uma nota técnica com as melhores práticas e com sugestões de uma metodologia para a remição. Junto com essa publicação, o Departamento iniciará o processo de aquisição e doação de obras literárias para os sistemas prisionais estaduais com a finalidade de aumentar o acervo das bibliotecas prisionais e ampliar a participação dos privados de liberdade no benefício da remição pela leitura.

Para o diretor-geral do Depen, Fabiano Bordignon, este primeiro encontro foi importante para fazer uma reflexão do projeto que completa 10 anos “Vamos integrar as universidades e as escolas para ajudar na correção das resenhas e nas oficinas com os presos, isso para atingir a população prisional e fazer frente à influência negativa que as facções exercem no cárcere. A intenção é que o encontro aconteça todos os anos”, afirmou ele.

Com informações do Depen.

Publicado por: imprensaagepen

Utilizamos cookies para permitir uma melhor experiência em nosso website e para nos ajudar a compreender quais informações são mais úteis e relevantes para você. Por isso é importante que você concorde com a política de uso de cookies deste site.